Yoga e maternidade – Como a sua gestação pode moldar a vida do seu bebê

Por Susana Lopes

— O bebê praticante do yoga dentro da barriga da mãe, é mais capaz de se desenvolver harmoniosamente, usufruindo do reforço do equilíbrio, serenidade, energia, pensamento e emoções positivas da mãe —
in Yoga e Maternidade by Susana Lopes

Nas últimas décadas são espantosas as descobertas sobre a complexidade da vida de um bebê ainda no útero materno, com um tempo tão curto de existência mas já com tanta consciência e sensibilidade. Estas investigações confirmam também a influência que os ambientes físicos, emocionais, mentais e energéticos têm sobre a mãe e o seu bebé, podendo fazer a diferença em como ambos irão viver a sua vida durante a gravidez, o trabalho de parto e a sua predisposição para a vida após o parto.

Na conceção, os programas genéticos do ADN da mãe e do pai são transmitidos para a primeira célula do seu bebê. Mas a ciência revela que, durante a gravidez, esses programas podem ser ativados ou não, ou até mesmo modificados, de acordo com a qualidade das emoções e reações que a mãe vive, bem como a qualidade do meio ambiente que a envolve. Quando a mulher está grávida, as suas experiências tornam- se informação que o seu bebé organiza tendo em vista o seu próprio desenvolvimento físico e psíquico, e essa informação fica registrada em cada uma das suas células. O útero torna-se assim a primeira escola do seu bebê.

Agora entendemos que a responsabilidade de uma mãe vai muito para além do vínculo físico (o que deve comer, beber, não fumar, etc.) e estende-se para a qualidade do que sua mente experiencia, os seus pensamentos, emoções, e a sua própria visão do mundo exterior.

Mães que vivenciam sentimentos de ansiedade, stress, frustração e depressão durante a gravidez têm uma maior tendência para a falta de conexão e vínculo com o seu bebé, influenciando a vida intrauterina, o desenvolvimento do bebé, e até mesmo o trabalho de parto e pós-parto.

É por isso que é tão importante que a mãe esteja bem informada, aprenda os meios e tenha as ferramentas para harmonizar os seus sentimentos e pensamentos para o melhor começo de vida de seu bebé.

Beneficios da prática do yoga durante a gravidez

O yoga é uma das práticas disponíveis mais antigas e eficazes para melhorar a saúde, consciência e conexão do ser humano. A prática do yoga durante a gravidez:

  • Ajuda a ultrapassar de uma forma mais tranquila as alterações físicas, energéticas, hormonais e emocionais que a mulher sofre durante a gravidez
  • Potencia a elasticidade e força muscular da futura mãe, agora que terá de carregar mais peso com o seu bebé em constante crescimento
  • Serve de antídoto ao stress, tristeza e irritação, acalmando o sistema nervoso intimamente ligado à sobrevivência do seu bebé, através da meditação, mentalização positiva, exercícios respiratórios e de relaxamento, provocando um retorno à calma e tranquilidade durante e após a prática do yoga
  • Atua sobre os órgãos, tecidos e glândulas, aparelho circulatório sanguíneo, linfático e imunológico,tonificando-os e optimizando as suas funcões, tendo em atenção que durante a gravidez a mulher possui mais sangue para purificar, e estes aparelhos estão a ser pressionados pela falta de espaço e actividade extra
  • Ajuda a futura mãe a viver a sua gravidez com mais felicidade e confiança, aumentando a sua sensibilidade e diálogo interno com o seu bebé
  • Ajuda na recuperação emocional e física pós-parto e continuação da ligação com o seu bebé

Muito embora a prática do yoga não possa garantir um parto natural e rápido, a mulher grávida praticante do yoga tem mais consciência corporal, pode usufruir do treino dos exercícios respiratórios fazendo-os quase automaticamente, e relaxa mais fácil e rapidamente. A grávida desenvolve também o seu emocional positivo e intuição, usufruindo de cada momento de uma forma mais lúcida, saudável e feliz.

O que esperar de uma aula de yoga para gravidas

Existem diferentes estilos de yoga e a mãe deve ter o cuidado em evitar práticas de yoga mais extenuantes, mesmo que esta não seja aprimeira vez que pratica yoga.

São treinados exercícios respiratórios de preparação para o parto, técnicas de relaxamento profundo para a mãe e bebé, posições de yoga especialmente adaptadas para as diferentes fases da gravidez, momentos de medição e tranquilidade que acalmam a habitual agitação diária da mente, e focam a mãe no seu emocional positivo e no seu bebé. A mãe sente uma tranformação interior pois é estimulada a comunicação e ligação interna entre os dois.

No final de cada aula a grávida deve sentir-se revigorada, relaxada, mais conectada consigo própria, com o seu corpo e o seu bebé, e com uma sensação geral de bem- estar.

Orientações para a prática do yoga durante a gravidez

Se esta é a primeira vez que inicia a sua prática, lembre-se que está numa fase muito especial da sua vida e particularmente transformadora por isso redobre os seus cuidados, oiça o seu próprio corpo e o seu bebé,e não ignore qualquer sensação de desconforto ou tensão. Cada expiração de alívio deve ser observada comoum sinal do seu organismo, mesmo se já estiver habituada praticar yoga.

Sobre a Susana

Partindo da sua experiência pessoal de três gestações, de educadora pré-natal e da vivência prática do yoga por mais de 20 anos, Susana Lopes escreveu o livro Yoga e Maternidade, direcionado a mães, professores de yoga e profissionais que trabalhem com grávidas. Esta obra foi lançada pelo Chiado Grupo Editorial, e está à venda em livrarias de todo o país e também em chiadobooks.com

Mais informações www.GravidezSemStress.com

Yoga e Maternidade – alguns exercícios que qualquer gestante pode praticar no conforto do seu lar

Para estimular a ligação Mãe e Bebé

5 minutos

Coloque uma música suave e relaxante, feche os olhos, recolha os seus sentidos e tranquilize a sua respiração. Coloque ambas as mãos sobre o seu bebé. Sinta o fluxo de ar que começa em si, em cada inspiração, nas suas narinas, a percorrer todo o seu corpo, pulmões, alvéolos pulmonares, corrente sanguínea, placenta, cordão umbilical e o corpo do seu bebé. E sinta, a cada expiração, o mesmo fluxo de ar a percorrer o corpo do seu bebé na direção inversa até si, percorrerndo todo o seu corpo, e saindo pelas suas narinas. Aos poucos, com a prática regular deste exercício, a mãe vai tomando mais consciência da sublime ligação entre os dois.

Técnica respiratória

5 minutos

Deite-se de costas ou de lado, como for mais confortável. Coloque as mãos sobre o seu bebé e mantenha uma respiração lenta e profunda. A expiração deve durar o dobro do tempo da inspiração. A cada inspiração, visualize a cor laranja, portadora de saúde e vitalidade, a percorrer o seu corpo e depois o do seu bebé. E a cada expiração visualize a cor azul celeste, portadora de harmonia e tranquilidade, a percorrer o corpo do seu bebé e depois o seu.

Relaxamento

10 minutos

Coloque-se numa posição deitada de costas ou de lado, como se sentir mais confortável.
Respire lenta e profundamente e visualize o primeiro encontro entre os dois, a primeira respiração do seu bebé, o primeiro toque pele com pele entre os dois, o primeiro beijo, a primeira vez que o bebé bebe o seu leite, a primeira visão dos dois, assimilando sensações de amor, alegria e felicidade entre os dois.

Meditação e mentalização positiva

2 a 5 minutos

Concentre-se na sua respiração suave e tranquila por alguns segundos e depois mentalize da sua respiração a embalar o seu bebé, a harmonizá-la o ritmo do seu bebé, estimulando a ligação interna entre os dois.

No final agradeça à Grande Mãe Natureza pela dádiva da vida dentro de si e ao seu bebé por partilhar consigo a sua vida.

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?