Lendo agora
Você sabe qual é sua paixão?

Você sabe qual é sua paixão?

Avatar

Por Gabi Picciotto*

Benjamin Disrali (político e escritor britânico) tem uma famosa citação que diz: “O homem só é grande quando age por paixão”. Eu complementaria dizendo que só é feliz e satisfeito quem encontra as mesmas. Talvez por isso muitas pessoas anseiem encontrar as próprias, mas a questão é que muitas vezes estamos tão desconectados de nós mesmos que nem sabemos o que fazer para redescobri-las.

Digo redescobri-las, pois acredito que nossas paixões sempre estiveram lá, mas por algum motivo ao longo de nossa jornada, talvez tenhamos esquecido ou não “acordado” para as mesmas.

paixao

Compartilho 6 sugestões de exercícios que podem ajudar a ter maior clareza sobre as mesmas e como cada uma deles ajudou na minha jornada.

  • Voltando a ser criança: qual era seu sonho?

É incrível como com o passar do tempo podemos nos desconectar das coisas que mais nos traziam alegria quando éramos crianças. E as vezes essa desconexão é tão extrema que se nós mesmos em nossa versão criança nos encontrássemos nos dias de hoje, iríamos levar um susto com quem nos tornamos!

O primeiro exercício sugere uma volta a nossa própria infância e uma reflexão sobre qual era o nosso sonho quando éramos pequeninos.

Grande parte de nós quando crianças sonhávamos em ser algo, muitas vezes algo mais abstrato ou fantasioso, mas explorar o que está por detrás disso pode dizer e muito sobre nossas paixões.

Quando retorno a minha infância lembro que um dos meus sonhos era ser uma bruxinha do bem, eu queria fazer magias e com isso poder mudar a vida das pessoas. É, acho que achava as fadinhas muito delicadas, rsrs, as bruxas me pareciam mais misteriosas e sombrias.

Quando me pergunto o que estava por detrás desse sonho, vejo muito essa vontade de poder de alguma forma ajudar e fazer diferença na vida das pessoas, que é exatamente uma das minhas maiores paixões!

  • Momentos fantásticos

Outro exercício interessante e voltado novamente a um olhar para traz, é o de observar ao longo de sua jornada quais foram os momentos mais fantásticos da sua vida, procurar relembrar o que você estava fazendo, como se sentia e o que estava por detrás disso.

Quando eu tento lembrar os meus momentos mais fantásticos, lembro de um momento específico com algumas artesãs na Paraíba, outro com crianças em um vilarejo da Tailândia, outros trocando, conversando e partilhando com amigos e pessoas amadas. Em todos eles eu estava ajudando, trocando, interagindo à serviço das pessoas. Hoje nos momentos que eu dou coaching eu tenho extrema satisfação, exatamente por fazer algo totalmente alinhado com o que me trazia satisfação naqueles momentos.

  • Listagem de pessoas que você admira

Tente lembrar as pessoas que você mais admira. Liste os nomes e procure descrever o que você mais gosta em cada uma delas. Na sequência faça uma reflexão sobre o que está por detrás de sua escolha e sobre o que isso diz de que você é e de suas paixões.

Eu tenho muitas pessoas que admiro e citando apenas algumas mais conhecidas para exemplificar o raciocínio, me vem logo Jung, Ken Wilber, Gandhi e Mandela. Jung e Ken Wilber pelas fantásticas teorias que criaram e como elas possibilitaram um entendimento e desenvolvimento maior por parte de nós seres humanos. Já Gandhi e Mandela pela empatia e compaixão que ambos costumavam demonstrar. Novamente, são aspectos muito ligados a desenvolver pessoas, trocar, partilhar e amar o outro.

  • Ida a livraria e ao cinema

Quais são seus livros e filmes preferidos? Tente até lembrar de cenas ou passagens específicas e refletir sobre o que nelas conecta com você e com suas paixões. Algo parecido, é notar quando você entra em uma livraria qual a prateleira que você naturalmente corre para dar uma olhada, isso diz bastante sobre os seus interesses! E o mesmo para qual dos filmes em cartaz no cinema que você teria mais vontade de ver, o que te faz ter vontade de ver esse filme?

Eu sempre amei livros mais teóricos que explicavam sobre pessoas, sobre assuntos mais espirituais ou místicos, também antropológicos e sociais o que novamente traz a tona minha paixão por questões sociais e pelo desenvolvimento humano. A parte de psicologia, espiritualidade, filosofia e sociologia sempre foram as minha preferidas em qualquer livraria.

  • Confecção de um painel criativo

Outro exercício bem interessante é o de fazer um painel ou caderno criativo. Neste painel, você deve colocar imagens e frases relacionadas a coisas que você gosta e que de alguma forma acredita expressar quem você é. Na sequência você deve olhar para o painel e ver o que em cada coisa que você colocou pode dizer sobre suas paixões.

Eu tenho um caderno e ele é cheio de frases profundas e reflexivas, mandalas, imagens de bem estar, felicidade, muita coisa mística, misteriosa e também com pessoas e natureza. Acho que já nem preciso dizer o que tem a ver com minhas paixões né? Rsrs, já está ficando repetitivo ;)

  • Experimentando o que você tem vontade

O último exercício sugere que fosse saia e aja de acordo com o que institivamente tem vontade e a partir da experimentação descubra mais sobre você. Ele pode parecer meio estranho, mas imagina que você foi obrigado a passar o dia todo fazendo coisas que tivesse vontade, que uma pessoa colocasse uma arma na sua cabeça e falasse, saia e vá fazer coisas que te dê vontade e só volte no final do dia. Pegue algum dia e literalmente faça esse exercício (ou até vários dias), tenha vontades e execute-as. Quais foram suas vontades? O que você descobriu sobre você e sobre suas paixões ao colocá-las em prática?

Minhas vontades quando fiz comigo mesma o exercício, foram de sair andando sem ter para onde ir, simplesmente observando com curiosidade todos a minha volta. Depois quis ir à livraria (nas mesmas estantes citadas antes), encontrar amigos e ter conversas profundas. Também me ofereci para dar conselhos e ajudar qualquer um que quisesse trocar comigo.

O interessante de fazer todos esses exercícios é que eles acabam dizendo muita coisa sobre nós e tendem a ser bem alinhados entre eles, afinal, todos mostram coisas que gostamos ;).

E uma vez que descobrimos nossas paixões, é hora de colocá-las em prática! Mas isso já é tema para um novo texto!

Gabi-Picciotto-2

Apaixonada por pessoas, eclética e idealista por natureza,  Gabi sempre acreditou que qualquer um podia tirar seus sonhos do escuro, bastava que escolhesse esse caminho. Resolveu tornar seu sonho uma realidade e fundou o The Sun Jar (www.thesunjar.com), um movimento focado em motivar e inspirar pessoas a tirarem seus sonhos do escuro. Atua como coach integral, escritora, palestrante e consultora.

contato: [email protected]

foto: https://www.flickr.com/photos/thewhitesides

Veja comentários

Deixe uma resposta

Vá para cima