Lendo agora
Verbo de 2017. Simplificar!

Verbo de 2017. Simplificar!

Ana Cristina Koda

Ana Cristina Koda*

simples

Photo credit: barbasia. via Visual hunt / CC BY

Durante muitos anos seguidos, fiz votos do que gostaria de trabalhar no meu interior para me tornar uma pessoa melhor.

Já fiz votos do sim, da vaidade, do orgulho, da arrogância, da raiva, da inveja, do apego, da humildade e por aí vai. A cada ano eu fazia os votos convicta, mas sabendo que se estava pedindo iria ter que segurar o BO (vulgo boletim de ocorrência) no ano seguinte.

Sempre que a gente se dispõe a crescer através do autoconhecimento, o universo esfrega na nossa cara tudo o somos e fazemos dentro daquele contexto. Por exemplo, se a gente não se acha egoísta ou vaidoso, pode ter certeza que acontecerão muitas coisas, nem sempre agradáveis, para que percebamos o quanto o somos.

Nos últimos anos, dei um tempo. Porém, percebi que tem um voto que será de grande benefício para a minha vida nos próximos anos: simplificar. Fazer as coisas simples.

E isso não tem a ver com ser simplório. Nem com ser humilde, apesar de que talvez uma pessoa humilde tenha mais facilidade de simplificar.

Simplificar tem a ver com estar presente. É não ver coisas aonde não existem. Não criar situações que não tem a ver com a realidade. Não sofrer com o que não se tem ou o que se quer. É aceitar e estar agradecido não porque está na moda falar isso, mas porque é o que temos para o momento e é a única coisa que nos livra do sofrimento da falta, da carência.

Simplificar é fazer do limão uma limonada e, se não tiver nem água nem açúcar, chupar o limão. É ser a peixinha Dory perdida, que aprende a estar a todo momento presente para se encontrar e achar o seu caminho. É valorizar aquilo que se tem naquele momento sem fazer tempestade no copo d’água.

Simplificar é aceitar o que rola a nossa volta sem que isso abale quem somos.

Simplificar é buscar clareza e lucidez no meio do nevoeiro. É riscar um fósforo ao invés de ficar batendo a cabeça na escuridão.

Simplificar não é ter ideologia ou saber. É ambição sem causa. É um verdadeiro exercício de confiança e fé.

Simplificar é ação no fluxo. Causa e consequência. É ter um plano flexível como o rio. É vida que segue a caminho do mar.

ana-cristina-koda

*Ana Cristina Koda

Humana em evolução. Ser interestelar voltando para casa. Assistente da vida para a criação de um novo mundo, aqui e agora. Auxilia as pessoas no mesmo caminho.

Contato pelo email: [email protected]

Vá para cima