Lendo agora
Tenda do Suor: Alimento para Alma

Tenda do Suor: Alimento para Alma

Nowmastê

Por Karen Couto

A cerimônia de purificação Sweat Lodge, ou Tenda do Suor, na língua lakota chama-se INIPI, que significa: “Deveis purificar-vos”. É conhecida também como TEMASCAL entre os povos Maia e Tolteca.

Uma das cerimônias mais antigas de que se tem registro na história, a Tenda do Suor é praticada de alguma forma por todas as culturas no mundo. Nossos antepassados estabeleceram o banho térmico para facilitar a cura, purificação e relaxamento nas nossas vidas. Na Turquia, o hamman é utilizado ativamente ainda hoje. Os japoneses usam o banho de água quente diariamente para regeneração mental, relaxamento e socialização. Nas antigas ruínas maias foram encontradas casas de suor, algumas com mais de 1200 anos. Muitas tribos nativas norte-americanas e da América Central também usam a prática de forma recorrente.

Já experimentei três vezes e posso garantir que entrar numa Tenda do Suor, traz a experiência do renascimento. Limpeza, leveza, serenidade e paz.

A tenda é construída diretamente sob a terra e recoberta com lonas, tendo um buraco no centro. Nele, são colocadas pedras quentes (elas contém registros da Terra) previamente aquecidas na fogueira ritual. Ela simboliza o retorno ao útero da mãe. Mas fique atento..não entre em tendas com lonas de plástico, jamais.

Nessa cerimônia podemos sentir que a Terra está viva. Une-se o espiritual com o mental, aprendemos a ser pacientes. É uma cerimônia de cuidados e purificação do físico, da mente, traumas, padrões, das emoções e do espírito. Os poros ficam abertos para liberar toxinas. Segundo Black Elk, o ritual contempla todos os poderes do Universo. A Terra e tudo o que dela nasce – A água o fogo e o ar.

Em quatro momentos são colocadas mais pedras, ervas e água nas mesmas. Oferecemos a água de nosso corpo (nosso suor) para a Mãe Terra. São invocados os poderes das quatro direções – Leste, Oeste, Norte e Sul, animais de poder, canções, preces…

O vapor começa a subir tomando conta da tenda, elevando a temperatura de forma intensa e reveladora. A mente (o ego) vai perdendo sua força, deixando espaço para a consciencia elevada, podendo receber visões esclarecedoras.

Do ponto de vista físico, há um componente bioquímico – das altas temperaturas corporais febris que podem ativar o sistema imunológico e eliminar bactérias e virus sensíveis ao calor.

E aí? Tá pronto para suar?

E-mail: [email protected]

E-mail: [email protected]

Tony Paixão

Fonte!

beiramar1

*Karen Couto é uma gourmet curiosa e determinada, que viaja o mundo em busca de cultura gastronômica. Trabalhou com os chefs mais incríveis e se dedica continuamente à arte de comer bem. Em seus cursos e jantares, oferece um intercâmbio de tradições, técnicas e sabores que enriquecem seus clientes com propostas criativas.

 

Veja o comentário
  • Bacana sua informação, Karen! Nunca fiz, mas tinha ouvido falar por um amigo que fez. Vou fazer tb. Obrigada pela dica sobre a tenda não ser plástica – realmente perigoso.

Deixe uma resposta

Vá para cima