Temos que aprender a conviver com os nossos medos

Por Matheus Miranda, do blog SER e SÓ

A verdade é que temos medo. Desde muito cedo, desde tempos imemoráveis, vamos abrindo mão de nossos sonhos em troca de segurança, da aceitação dos outros ou pela massagem no nosso próprio ego. Vamos trocando nossa liberdade por uma cela dourada, uma gaiola de aceitação num mundo arranjado. Mais do que isso, no mesmo processo, vamos perdendo a visão. Nós, que nascemos para ser águia e voarmos soberanamente pelos céus, nos tornamos galinhas ciscando o chão em busca de migalhas.

Não se engane, esse não é um processo rápido e indolor. Você bem sabe, tanto quanto eu, o quanto demora e dói para esquecermos quem somos. De alguma forma sabemos que estamos no caminho errado. Podemos acumular toda a riqueza do mundo, podemos até mesmo chegar ao topo do mundo. Mas, se estivermos desconectados da nossa essência, apenas seguindo a opinião e o padrão dos outros, não há riqueza, fama ou sucesso que preencha o vazio de não se permitir ser quem É.

Contudo, isso não é uma história triste. Sempre há uma saída. Quando mantemos o coração puro e a fé na vida o universo retribui. Chega um belo dia onde tudo muda. Você, por algum motivo, se sente conectado com mundo, até mesmo com o universo todo. A partir daí só existe um caminho, ser quem você É!

Desde que você tem contato com a sua essência, você move o mundo para encontrar seu propósito e viver por ele, mesmo sabendo o quão duro esse caminho pode ser. Desconstruir toda a armadura que criou para sobreviver dói muito. Mas a cada pedacinho removido a sua luz terá mais um pontinho para se expressar e você é pura luz.

O caminho é longo, a jornada as vezes solitária, mas uma mente que se expande jamais volta a antiga fôrma. Mesmo já percorrido grande parte do caminho, ter avançado tanto, o medo ainda estará ali, do teu lado. Esse é um parceiro de viagem com o qual aprendemos a conviver.

Sempre quando duvidar do seu caminho, não acreditar em você, olhe para trás, veja o quanto já avançou. Você já é um merecedor. tudo o que passou foi para estar exatamente onde está. Seja a luz que veio ser AGORA, permita-se SER e SÓ.

*Matheus Miranda é um vagalume que se propôs a ser ele mesmo, mesmo sabendo que a busca por si mesmo é sempre algo constante e mutável. Apaixonado pela escrita é membro idealizador do blog SER E SÓ, o qual surgiu da vontade de viver em um mundo mais leve, divertido e com amor!

http://www.sereso.com.br/

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?