Lendo agora
Preocupações que nos enfraquecem: Vivemos a morte ou a vida?

Preocupações que nos enfraquecem: Vivemos a morte ou a vida?

Ana Matos

Por Ana Matos*

Foto: Jaime Matos
Foto: Jaime Matos

Você já parou para pensar como tudo que sentimos, a forma como nosso corpo é constituído, suas funções, seu mecanismo, o que ele produz não são por acaso. É que quem comanda isso não é só o cérebro e também o pensamento. A ansiedade pode ser uma armadilha quando em excesso, quando transformada em angústia, em desespero. Se bem canalizada ela pode ser o trampolim para ações que pedem atitudes corajosas.

Se os nossos pensamentos estiverem harmônicos, positivos, não relutantes nosso corpo tudo funcionará harmonicamente. Não produziremos adrenalina em excesso, nem cortisol, nossos órgãos funcionarão adequadamente. Claro que isso acompanhado de uma alimentação e hábitos saudáveis.

Pensar em viver harmonicamente num mundo tão caótico parece ser uma missão, quase, impossível. Como não nos preocuparmos com as contas para pagar, visto que acabamos de comprar um imóvel ou um carro? Como não nos preocuparmos com nosso emprego se as taxas de desemprego sobem mais do que as ações da bolsa? Como não comer “junks” e “fasts” foods se o tempo é dinheiro? Como parar para pensar em fazer um agrado para o meu parceiro se a minha cabeça está com coisas bem mais importantes para pensar como, por exemplo, a próxima estratégia de vendas da empresa? Como deixar de puxar o saco do meu chefe se o meu filho precisa estudar numa ótima escola? Como não nos preocuparmos com o nosso corpo se tem tantas outras mulheres com tudo em cima? Como pensar em investir um tempo para espiritualidade se não é ela que vai pagar nossas contas? Como não nos preocuparmos, não é mesmo?

De fato, temos mil motivos para nos preocuparmos e temos mil e um motivos para não nos preocuparmos. Sabe qual a diferença entre se preocupar e não se preocupar? Apenas UMA. Você! Se vivermos preocupados quem vai pagar nossas contas? Quem vai ter saúde para levantar e trabalhar? Quem vai amar seu parceiro? Quem vai cuidar do seu filho? Quem vai desfrutar do dinheiro que passamos a vida inteira preocupados em ganhar?

Nosso corpo é perfeito, salvo os casos onde ele vem com algum defeito de fabricação, ele funcionará perfeitamente. Desde que nós colaboremos, pois o que nos diferencia é a qualidade do funcionamento do nosso organismo. Sobrevive aquele que tiver um melhor funcionamento desse organismo. Para tanto, precisamos aprender a não nos preocuparmos com coisas que não irão agregar para a engrenagem funcionar. Coisas que corroem, desregulam, destroem.

Uma mente excessivamente preocupada enfraquece o corpo, a mente e a alma. Viver a vida se preocupando não é só um desperdício de tempo, mas é fazer mau uso do seu veículo, da sua empresa, do seu tempo. É se tornar vítima de si mesmo. É cavar sua cova. As preocupações excessivas são armadilhas do medo de viver, pois estamos mais preocupados quando isso tudo vai acabar do que como aproveitar a vida. Encontre a sua paz na observação de si mesmo, dos outros, da natureza e das coisas. Liberte sua mente das preocupações. Cultive bons pensamentos. Aprenda a se conhecer e exercite diariamente o estado de paz de espírito mesmo no caos.

Ana Matos

Sobre Ana Matos

Terapeuta psicanalista integrativa, Coach para empoderamento e resgate do feminino, filósofa e escritora. Tenho experiência de mais de 10 anos em atendimento terapêutico e coaching de carreira. Atuo com questões de relacionamentos afetivos, empoderamento e resgate do feminino, conflitos existenciais, ansiedade, autoconhecimento, perdas, carreira, entre outras. Me interesso e estudo o comportamento humano há 25 anos, dedico-me ao estudo da filosofia, à teoria psicanalítica, à terapia cognitiva e ao existencialismo. Escrevi o livro: O caminho para o inevitável encontro consigo mesmo. Criei o método Personal Soul Care – uma abordagem flexível, focada na pessoa, no momento e na sua história.

Siga-me no Instagram: anamatoscoach

Curta e me acompanhe nas fan pages: Ana Matos Psicanalista / Coaching e Empoderamento Feminino

Para agendar uma sessão online ou presencial envie um e-mail para [email protected]

Vá para cima