Lendo agora
Por que você pratica Yoga?

Por que você pratica Yoga?

Denis Karenkin

Esta é a pergunta que raramente é feita para os professores e praticantes de Yoga, mas a importância dela não pode ser subestimada. Normalmente, supõe-se que uma pessoa pratique Yoga para se tornar mais flexível e zen. Isso normalmente invoca imagens que todos nós já vimos no Instagram de jovens sentados de pernas cruzadas, com os olhos fechados ou fazendo posturas de equilíbrio sobre braços e cabeças em lugares exóticos. Mas poucos praticantes e, mesmo instrutores de Yoga, sabem sobre outros benefícios além da flexibilidade, força e melhor equilíbrio.

É imperativo que cada praticante se faça a seguinte pergunta: Por que eu pratico Yoga?

Quando pudermos responder com sinceridade a essa pergunta, ela nos ajudará a adaptar a prática às nossas necessidades e objetivos únicos. Você não precisa ter aulas particulares de Yoga (mesmo que seja uma ótima maneira de praticar – se você puder bancar, é claro) para ter uma prática individualizada. Neste post veremos alguns outros benefícios importantes e cientificamente comprovados para nos ajudar a descobrir por qual deles vale a pena continuar na prática de Yoga.

Gerenciamento da dor

A dor é um fenômeno que ainda não é totalmente compreendido, mas o que sabemos de fato é que a dor não só acontece no corpo, mas também tem a ver com a mente. É como percebemos a dor que pode torná-la melhor ou pior. O Yoga é uma das melhores práticas de integração do corpo e da mente, que nos treina a perceber a dor não como uma ameaça que precisa ser tratada imediatamente, mas como uma experiência do momento presente que pode ser totalmente vivenciada sem nenhum julgamento ou interpretação mental desnecessário. Essa capacidade de ‘apenas estar presente com experiências físicas e mentais desagradáveis’, sem resistência tem um efeito terapêutico indisputável.

Melhor respiração e longevidade

Sivananda disse uma vez: “A expectativa de vida de um iogue é medida não pelo número de anos, mas pelo número de respirações”. Yoga é respiração, respiração é vida. A importância de melhorar a respiração para melhorar a qualidade de vida e a logevidade é inegável. Especialmente a respiração lenta, pelo nariz, que é a base de muitas práticas de e meditação e, muitas vezes, uma habilidade difícil de dominar para os iniciantes no Yoga. A respiração lenta e consciente melhora a oxigenação e a remoção de CO2, melhora o humor, o nível de estresse, a pressão arterial, a função imunológica e até a longevidade. Melhorar sua respiração através das práticas de asana e pranayama pode ajudá-lo a viver por mais tempo e com melhor qualidade de vida.

Foto de Elly Fairytale

Relaxamento e redução do estresse

Se realizarmos uma busca no Google usando os termos “Yoga para o estresse”, ele retornará cerca de 145.000 resultados. Claramente, os benefícios da prática de Yoga para relaxamento e redução do estresse são bem compreendidos pelos cientistas e pelo público, em geral, mas geralmente são subestimados em uma aula de Yoga. Muitas pessoas e praticantes de Yoga não sabem que o relaxamento é uma habilidade que pode ser treinada tanto quanto a capacidade de executar uma postura ou exercisio de Yoga. Aprender a relaxar também tem a ver com desaprender a fazer várias tarefas ao mesmo tempo em nossa busca para sermos sempre produtivos. As práticas de Yoga Restaurativa podem ser a melhor maneira de experimentar os efeitos do relaxamento para redução do estresse e, a medida que relaxam a mente, iniciam os processos de auto-cura do corpo.

Interocepção e propriocepção

A interocepção é a habilidade de sentir o estado interno do seu corpo, aquele que ajuda você a entender e sentir o que está acontecendo dentro do seu corpo. A propriocepção é um cíclo fechado de feedback constante que informa o cérebro em que posição você está e que forças agem no seu corpo no espaço. Quando praticamos Yoga asana, precisamos saber se o desconforto ou a dor que estamos sentindo é “dor segura” ou ” dor perigosa”. O maior presente que qualquer professor de Yoga pode dar a seus alunos é ensiná-los a “escutar o corpo” primeiro e, depois, suas instruções. Uma grande parte de qualquer prática de Yoga é desenvolver a capacidade de estar presente e observar o que está acontecendo em nosso corpo e mente. Conseguimos isso através do desenvolvimento de interocepção. Muitas vezes, quando um novo aluno chega à aula de Yoga, percebo que ele mora na cabeça e usa o corpo apenas para transportar a cabeça. Um importante benefício da prática de Yoga é ajudar as pessoas a entrarem em contato com seu corpo novamente.

O Yoga pode nos ajudar a viver mais plenamente em nosso corpo, desenvolvendo também a propriocepção, que nos ajuda a aumentar a consciência em partes do corpo onde ela é escassa, como a parte de trás do corpo – as costas. Os receptores sensoriais em nossos músculos, fáscia e articulações enviam informações de nossos ambientes internos e externos para o cérebro e, em seguida, o sistema nervoso descobre a melhor maneira de mover o corpo. A propriocepção, portanto, é muito importante para a capacidade do corpo de se mover com segurança. As aulas de Yoga que aumentam a propriocepção tornam nossos movimentos mais eficientes e seguros nas atividades diárias.

Melhor postura e humor

Mesmo entre aqueles comprometidos com a boa saúde, a postura não recebe a atenção que merece. A coluna vertebral é o canal central do seu sistema nervoso e, quando está saudável, fornece vitalidade e bem-estar máximos. A maioria dos especialistas concorda que uma postura melhor afeta o alinhamento da coluna vertebral e, com efeito, a saúde geral do corpo e da mente. Infelizmente, nosso estilo de vida sedentário moderno e o uso crescente de computadores e smartphones pioraram nossa postura. Além disso, novas pesquisas mostram que a postura não só tem a ver com a saúde geral, mas também com o nosso humor. A má postura pode ter um impacto significativo nos estados mentais das pessoas. Em um experimento, o ensino de Yoga para adolescentes em ambiente escolar mostrou uma conexão direta entre suas posturas e os níveis de depressão e autoconfiança, e redução da ansiedade.

Existem também outros benefícios da prática de Yoga que não fizeram o escopo deste post. É nossa responsabilidade, como praticantes de Yoga, reconhecer os benefícios que são mais pertinentes e importantes para cada um de nós e usar esse conhecimento para fazer escolhas conscientes sobre nossas práticas de Yoga. Espero que este post te ajude na jornada em direção a uma prática de Yoga mais pessoal e na realização de uma vida mais feliz e saudável.

Boas práticas!

Denis

Vá para cima