Lendo agora
O que a vida quer de você?

O que a vida quer de você?

Avatar

Por Gustavo Tanaka*

gustavo tanaka

Vendo a vida por uma nova perspectiva

“O que você quer fazer da vida? O que você quer que lhe aconteça? Decida o que você quer. Você é o protagonista da sua história. Você cria a sua realidade.”

Será mesmo?

Nós somos bombardeados por informação desse tipo.
Vivemos uma sociedade que valoriza a meritocracia acima de qualquer coisa. E o mérito está em atingirmos nossas próprias metas, em conquistarmos o que buscamos.
Mas isso traz ansiedade.
Traz angústia.

Nem sempre as coisas saem como você imagina.
Eu já perdi as contas de quantas visualizações que não deram certo eu fiz.
Já nem sei mais quantos objetivos tentei alcançar e falhei.
Então eu comecei a pensar que talvez eu não seja tão protagonista quanto me disseram.
Talvez eu nem tenha tanta capacidade de escolher qualquer coisa.
Eu passei a pensar o contrário.

Ao invés de “o que eu quero da vida?”, o que será que a vida quer de mim?
E quando passei a pensar assim, eu comecei a observar mais.
Às vezes eu queria que as coisas acontecessem mais rapidamente. Mas vi que a vida não queria assim. E eu respeito e aceito.
Algumas outras vezes, gostaria que os eventos acontecessem por um outro caminho. Mas a vida me colocava no esforço e mostrava que não era por ali.

E eu passei a me mover de acordo com esses sinais.
Passei a prestar atenção aos sinais, aos movimentos. Comecei a notar mais as coincidências e as sincronicidades da vida.
E quanto mais eu prestava atenção, mais eles aconteciam, e melhor eu ficava em observar.
E como num passe de mágica, a vida começou a fluir de uma forma mais leve.

Hoje eu sinto que não sou eu que controlo minha vida. Sinto que a vida me conduz e me mostra os sinais.
E eu os acompanho.
Eu sinto que estou a serviço da vida.
E por mais paradoxal que possa ser, sinto que o que a vida quer de mim é o que minha alma também quer de mim.
E quando eu alinho o que a vida e a minha alma querem, eu me conecto. E aí consigo uma energia tão grande que me torna capaz de realizar as coisas.

Pare de pensar em si mesmo. Para de se cobrar para descobrir o que você quer da vida.
Pare de se colocar como o protagonista do mundo.
Coloque-se à serviço da vida e preste atenção aos sinais.
O que a vida quer de você?

Gustavo TanakaO que leva um executivo a largar uma carreira promissora em empresa multinacional, largar diferentes empreendimentos e seguir um chamado do coração? Gustavo Tanaka revela em seu primeiro livro “11 Dias de Despertar – Uma Jornada de Libertação do Medo”como esse processo de busca por propósito que já durava alguns anos o levou a ter as respostas que sempre procurou. O autor compartilha conosco sua jornada, quando chegou a um limite pessoal, pediu ajuda e, repentinamente, passou a formular perguntas e ter respostas imediatas de uma Fonte superior, levando-o ao que ele designa “meu” processo de despertar. Facebook.

Vá para cima