Lendo agora
O Poder do Mapa Astral – Sergio Frug

O Poder do Mapa Astral – Sergio Frug

Nowmastê

Por Sergio Frug

Desde tempos imemoráveis a Astrologia tem orientado magos e reis a conduzir seus povos tanto em tempos de guerra como de paz. Para os que estudam essa extraordinária disciplina, a simbologia dos planetas em seu movimento celeste reflete perfeitamente a energia que se manifesta na Terra. Ao longo dos séculos e sob diversas fases de iluminação e de obscuridade, esse saber se dissemina de maneira cada vez mais popular, de início na forma de adivinhações e sortilégios, mas à medida que a civilização evolui o Mapa Astral começa a oferecer informações de grande valia para prever acontecimentos e eleger momentos adequados para tomar atitudes importantes, como assinar contratos ou marcar cirurgias e até mesmo para encontrar objetos perdidos.

astrosAssim, com o auxílio desse poderoso instrumento, o Ser Humano passa a contar com meios efetivos para lidar com as circunstâncias e tirar o melhor proveito delas. A partir do século XVIII, porém, novos planetas pertencentes ao Sistema Solar foram sendo descobertos, especialmente Urano, Netuno e Plutão.Toda uma grande comunidade astrológica passa então a pesquisar as possibilidades que se manifestam através desses novos paradigmas, até que o renomado astrólogo franco-americano Dane Rudhyar, criador da chamada Astrologia Humanista, vem a denominar os novos astros como “Embaixadores da Galáxia”. Abria-se assim uma nova dimensão de estudo, uma nova vibração energética de nível mais elevado ou galáctico, a que podemos chamar também de Quarta Dimensão ou Processo Quântico. No início do século XX, mestre Jung já dizia que, uma vez concluída a conquista da superfície do planeta, a única aventura válida que restava ao Ser Humano seria para dentro de si mesmo. Na direção do reconhecimento e na procedente re-educação da sua essência individual, através do processo a que chamava “individuação”. Pois bem, ampliando então a capacidade astrológica já existente de orientar-nos a cerca das circunstâncias, abre-se então o portal que nos permite a orientação sobre a nossa própria essência, sobre o cerne do nosso Ser.

cosmosTodos possuímos um leãozinho interno adormecido, que por volta dos 35 anos precisa ser despertado, como dizia mestre Jung, permitindo que desenvolva da melhor forma os seus potenciais muitas vezes ocultos até de si mesmo. Grandes disciplinas foram desenvolvidas nesse sentido, como a psicologia, a psicanálise e até mesmo as doutrinas espiritualistas como o próprio Espiritismo, a Teosofia, a Antroposofia e muitas outras escolas de Desenvolvimento Humano. Nesse rol se inclui a Astrologia, com o Mapa Astral se instituindo como poderoso instrumento de reconhecimento imediato e notável poder interpretação. Em especial dos processos que podem ser encamonhados para que cada um de nós, tanto individual como coletivamente, possamos encarar a formidável aventura de evoluir, lidando não apenas com as eventuais circunstâncias que nos afetam. Mas também com o poder da nossa própria essência, através do aprimoramento dos nossos talentos, no sentido de nos tornarmos o que realmente somos e cumprirmos da melhor maneira com a missão única, individual e sagrada que nos conduziu a esse planeta.

Sergio Frug

Engenheiro Eletricista, Astrólogo, Tarólogo e Personal Coach. Redator da coluna Revelações da Revista Caras. Possui formação terapêutica pelo Sistema Rio Abierto de Terapias Psico-Físicas-Espirituais e Antroposófica na área de Educação Terapêutica. Life & Self Coaching pelo Instituto Holos.

Vá para cima