Nova Versão

Por Elisa De André Motta*, do Projeto Querido Desconhecido

Querido desconhecido,

Deixe ir tudo aquilo que não faz mais sentido.

Abra o seu peito, respire fundo e solte.

Desprenda as amarras antigas que precisam morrer para que você renasça. Delas só uma lembrança que ensina a viver hoje.

Sentir o vazio que assombra os pedaços desconexos do lado de dentro. A parte negra que por vezes aparece mostra sua face para os mais chegados.

A solidão deixa de ser completa quando você liberta.

Liberte a mente do que já passou e foque no que possui hoje. Olhe para os lados e dance. Balance seu corpo ao som da música e permita-se estar inteira agora.

Que festa é esta que queremos uma lotação diária preenchendo os buracos não conquistados?

Vamos juntas sambar novas escolhas. Ir para pista sem saber quem vem atrás. Rebolar sob nossos preconceitos. Lançar olhares ao espelho e muitos beijos no ombro.

Envolver as inquietudes, tocar a mais profunda dor com sorriso no rosto e gargalhada ao fundo.

Dance comigo.

Permita-me guiar para um lugar novo não alcançado até então onde caberá somente a sua alegria. Aquela de criança que não precisa de permissão para cantarolar ou errar a letra da música.

A pureza viva de conquistar o que é somente seu.

Não se preocupe com nada, esqueça seus problemas neste instante e conduza a sua vida com delicadeza e leveza.

Feche os olhos e sinta seu poder.

Convide-o para arrastar os pés contigo enquanto você sente pequenos calafrios. Eles nascem nas pontas dos dedos e sobem rapidamente até a espinha reverberando por todo o corpo.

Estás resplandecendo neste momento sendo somente você.

Com suas qualidades e defeitos, certezas e inseguranças.

Ninguém pode fazer isto em seu lugar. Para reluzir é preciso estar inteira, completa, preenchida.

Imagine agora uma luz brilhante que vem do alto, ela ilumina cada pedaço do seu corpo. Estes raios saem de dentro tocando todo o entorno nada pode pará-los.

Esta é você.

Brilhante. Dourada. Perfeita.

Exatamente como deve ser agora.

Dance sua presença. Honre sua sabedoria. Permita invadir-se de sua nova versão.

Estou com você. Sempre.

Com amor,

Elisa.

*Elisa De André Motta Escritora de Cartas e Reescritora de Histórias. Mãe da Olívia, apaixonada por brigadeiro e pão de queijo. Inspirada por meu avô Hildebrando Affonso de André, as palavras são expressão, autoconhecimento e aprendizado, nelas encontro a minha cura. Busco em cada escrita um caminho que conecte pessoas e convoque emoção. www.queridodesconhecido.com

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?