Mitos Ayurvédicos

Por Paula Zogbi*

Mesmo estando neste site, não seria nem um pouco estranho se você não soubesse realmente o que significa Ayurveda. Eu mesma, que recentemente me formei em Terapias Ayurvédicas, há 3 anos não sabia que raios essa palavra significava. Uma das razões, acredito eu, é porque ela é meio esquisita para nossos ouvidos que não estão acostumados a ouvir Sânscrito, uma das línguas mais antigas da família Indo-Europeia.

sanscrito1

Então, vamos lá: “Ayur” quer dizer Vida, e “Veda”, Ciência.  Portanto, Ayurveda significa a Ciência da Vida. É conhecida como a mãe da medicina, por ter sido desenvolvida na Índia há cerca de 7 mil anos. Seus princípios, posteriormente, foram estudados pela medicina tradicional chinesa, árabe, romana e grega. Devido a alguns dos mitos que ouço muito por aí, considero essencial esclarecê-los até onde creio que tenho bases para opinar. Isso porque percebo que muita gente não faz uso de seus benefícios justamente porque existem pré-conceitos sem o menor fundamento.

 As perguntas que aparecem. E as repostas que eu tenho encontrado:

 

1- Medicina Ayurvédica é uma Medicina Alternativa?

Sua eficácia está sendo comprovada, tanto que o Hospital Albert Einstein recentemente abriu um curso de Pós-Graduação de Medicinas Integrativas (complementares) e, em seu currículo, consta o estudo da Ayurveda.

2- E qual é a diferença de uma Medicina Alternativa para uma Complementar?

Alternativa é aquela na qual não se comprova a eficácia de seus tratamentos. A Complementar é aquela que, como o próprio nome diz, complementa o trabalho da medicina moderna tradicional. Nos hospitais citados, por exemplo, as técnicas estão sendo aplicadas junto ao tratamento convencional de pacientes oncológicos.

medicina-natural-o-naturopatía

3- É preciso ser hinduísta ou seguir outra tradição religiosa para se tratar com Ayurveda?

Óbvio que muitos Indianos que se tratam com a Ayurveda pertencem à religião Hinduísta, mas você não é obrigado a segui-la e nem pertencer a qualquer religião. Como Ciência da Vida, a Ayurveda entende que, para estar completamente são, o indivíduo precisa cuidar de tudo que é Vida: corpo, mente, espírito. Se alguma destas áreas da sua vida estiver em desequilíbrio pode ser que o fato acarrete o princípio de uma doença, ainda que lenta e imperceptível. É possível que leve anos até a doença ser descoberta e para que um exame convencional a comprove.

4- É preciso ser Vegetariano?

Não necessariamente. Obviamente,  a base da culinária ayurvédica vem toda da natureza e não de enlatados, produtos industrializados, com conservantes, empacotados. Uma autêntica compra de mercado da comida ayurvédica se faz numa feira, de preferência orgânica, e não em supermercados. Mas se você não vive sem carne, conforme o seu dosha, você pode comê-la. Ser vegetariano é uma opção ou filosofia de vida, e não uma ditadura Ayurvédica. Ouço muita gente dizer “Ah, não vou me tratar com ayurveda porque nunca vou ser vegetariano!” Pois bem, você pode se tratar, sim. Terá a carne indicada para o seu dosha, mas na quantidade certa e do tipo certo! Importante ressaltar: nem é preciso se tratar com Ayurveda para saber que a proteína animal consumida em excesso (e a maioria de nós faz isso diariamente sem se dar conta) é a maior causadora de vários tipos de câncer, principalmente os de cólon e de próstata, entre outros. A maior responsável, por ser mais tóxica, é a carne vermelha. A própria medicina tradicional tem divulgado esse fato na mídia em várias regiões do mundo e do Brasil. A Região Sul do Brasil é a que concentra a maior incidência de câncer, proporcionalmente, segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional do Câncer e pelo Ministério da Saúde.

ayurveda_medicines_2

5- É preciso fazer Yoga para se tratar com Ayurveda?

Talvez, se você gostar, será uma ótima soma. A Ayurveda, a Yoga e a Meditação praticamente são ciências que caminham juntas, justamente porque tratam da Vida em sua totalidade: corpo, mente e espírito. Mas se você já experimentou a yoga (existem várias modalidades, o que é bem diferente de “modismos”) e realmente não gostou, a Ayurveda indica que você faça alguma atividade física, respeitando o ritmo e limites de seu corpo e de preferência que te dê prazer. O mesmo com relação à religiosidade. Se você não pertence e não pretende ligar-se a nenhuma religião específica, pratique meditação e procure ler, frequentar grupos (sérios) que exercitem a espiritualidade. Não adianta deixar seu corpo em forma, bem nutrido e sua alma morrendo de fome. Já viu, né?…algo vai desequilibrar…e  de desequilíbrio em desequilíbrio….notícia boa é que não vem. 

beneficios_del_yoga_0

Cuidar-se por inteiro é sempre um bom caminho! E você não precisa ser radical para fazer isso.

Espero ter ajudado.

Até a próxima!

 

Paula Zogbi

Um Comentário

  1. alessandra brand diz:

    Sou de Santa Catarina dou aulas de Yoga e gostaria de fazer um curso de culinária Ayurveda você dá cursos?

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?