Michel Fonseca – Professor de Yoga

Um pouquinho sobre os professores de Yoga que inspiram.

O Michel chegou até o Nowmastê por uma indicação no Instagram de um aluno, que nos disse que ele é um super-professor. Baiano, de Salvador, há 5 anos, Michel iniciou um processo de transformação bacana e profundo. Daqueles que a gente sabe que o Yoga propicia, quando praticado com o coração. Leia a seguir. 😉

Quem é Michel Fonseca?

Yogui, professor de Yoga, instrutor da Arte de Viver, Publicitário, Pitta, capricorniano, gateiro, feliz… alguns rótulos pra definir.

O que te levou ao Yoga?

Minha rotina em agência de publicidade era bem louca. Muito trabalho, pouco tempo, pouco foco. Meus hábitos não ajudavam muito: me alimentava mal, tinha o álcool e o cigarro como opções diárias de lazer. Minha chefe na época tinha feito um curso de respiração na Arte de Viver. Ela sugeriu, insistiu e eu me inscrevi porque acreditei que aquilo me faria ser mais produtivo, ter um pouco mais de qualidade de vida. E foi isso que o curso me trouxe no momento. Com o passar do tempo, outras opções dentro da Arte de Viver despertaram meu interesse. Meditação, trabalho voluntário e, finalmente, a Yoga. Comecei a praticar sem muito compromisso e gostei do resultado. Nessa altura já tinha me tornado vegetariano, não bebia ou fumava há um tempo. Depois de algum tempo em contato com esse universo novo, minha profissão começou a fazer cada vez menos sentido. Eu precisava mudar. Depois de algumas experiências, procurei uma formação intensiva de Yoga, porque passar mais de 1 ano estudando aos fins de semana parecia pouco pra proporcionar a transformação imediata que eu procurava. Parti pra uma formação na Índia, 35 dias de curso. Muitas mudanças e muito vazio preenchido com tudo que aprendi e vivenciei lá. Todo esse processo durou uns 5 anos. Hoje estou desenvolvendo o projeto de um estúdio de Yoga incrível aqui em Salvador com uma amiga e um amigo também yoguis e professores.

O que te fez ficar?

A prática regular me impressionou, porque não entendia como podia surgir tanta transformação com uma atividade tão sutil. Não só a prática de asanas em aulas de yoga, mas todo esse caminho yogui que a Arte de Vive me apresentou. Antes de ser professor de Yoga, me tornei instrutor da Arte de Viver. Além da Yoga, hoje eu ensino aquele curso de respiração que mudou minha vida lá no começo da história. Tive a oportunidade de levar um pouco da Yoga pra dentro de presídios, pra policiais militares, comunidades carentes. Trazer esse despertar de consciência pra vida de outras pessoas é o que me faz estar aqui. Outro aspecto bem importante pra a minha conexão com a Yoga foi a mudança que percebi no meu corpo durante os 35 dias de formação. Perdi muito peso durante o curso, cerca de 20kg. Uma meta que eu tentava alcançar há muito tempo e que durante esse processo chegou pra mim sem esforço. Sempre fui gordo, mas nunca deixei que isso definisse o que eu podia fazer ou não. Me superar diariamente na yoga, lidar com os desafios extras que o um corpo gordo precisa superar pra entrar em alguns asanas… tudo isso ainda me motiva muito. Não acredito em padrões ideais de corpo e não penso que isso seja uma limitação pra quem quer praticar Yoga. Uma dica: acompanhe a hashtag #fatyoga no Instagram! 😉

Você tem uma postura preferida? Por quê?

Ustrasana, Chakrasana… Maior parte das posturas com grande abertura peitoral e flexões pra trás. Sinto que com esses movimentos eu consigo sair da minha zona de conforto e manter uma conexão maior com a mente.

Onde se formou e há quanto tempo?

Sri Sri School of Yoga, em Bangalore, na Índia, no final de 2017.

Qual o seu estilo de Yoga?

Minha formação é em Sri Sri Yoga, que é baseado na Hatha Yoga tradicional. Vamos fundo no conhecimento, mas sempre com leveza e um sorriso no rosto. Esse espaço sutil é algo que valorizo muito, mas particularmente gosto de um pouco mais de intensidade na prática de asanas, de desafios pro corpo, então minhas aulas acabam tendo essa característica bem marcante.

Onde você ensina?

Hoje ensino nas sedes da Arte de Viver da Pituba e Vilas do Atlântico e dentro de um estúdio de Pilates no Rio Vermelho (alô, galera de Salvador!). Também trabalho com aulas personalizadas individuais, residenciais, personal Yoga, que é uma boa opção pra quem não tem muito tempo disponível, prefere praticar com mais privacidade ou tem objetivos mais específicos.

Quem quiser saber um pouco mais sobre você procura onde?

Tá tudo no meu Instagram. Se quiser manda um email pra [email protected] e pra saber mais sobre o meu trabalho com a Arte de Viver é só entrar no http://artedeviver.org.br.

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?