Lendo agora
Jornada da Alma – por Paramhamsa Hariharananda – 2ª Parte

Jornada da Alma – por Paramhamsa Hariharananda – 2ª Parte

Nowmastê

Para ler a 1ª Parte, clique aqui

Quando você fala sobre outros planos de existência, você poderia nos falar sobre a criação?

A criação é um processo especial. Existem muitas explicações em diferentes escrituras sobre a criação. Na Bíblia e no Torá existe a descrição da criação no Gênesis. Muitas escrituras hindus também descrevem a criação, mas a explicação mais simples é a descrita no Taittiriya Upanishad. Está escrito que foi a vontade de Deus manifestar a criação. Foi um pensamento que surgiu em Deus que se manifestou na forma do espaço. Do espaço veio o som, e assim por diante. Em essência, esta criação veio do espaço sem forma para a forma da Terra. Na Terra, a criação evoluiu de animais unicelulares para os seres humanos. A criação foi um belo processo de evolução da consciência. Foi especialmente dirigido para o jogo divino da felicidade.

Esta escritura também diz que, como a criação é a vontade de Deus, é a vontade da divindade – o desejo da bem-aventurança divina – que a criação seja preenchida com bem-aventurança e amor. No entanto, devido à ignorância, as pessoas esquecem o propósito da criação e vivem uma vida miserável.

Ao invés de pensarem sobre a criação, pensam sobre a sua própria criatividade. Cada pessoa possui a habilidade de criar de duas formas: criar a sua própria vida, e ao mesmo tempo, criar algo novo ao seu redor em seu ambiente. Pessoas criativas podem criar arte e objetos materiais. Vamos pensar sobre as três seguintes criações pessoais:

1.  A primeira é criar uma vida melhor. Pense com o seu coração: “Eu não terei uma vida miserável. Eu vou melhorar a minha vida. Eu vou ser uma pessoa melhor; livre de ego, emoções, frustrações e raiva, e vou preenchê-la com amor, alegria, felicidade e paz.” Quando este pensamento estiver no coração de uma pessoa, ela estará consciente de suas próprias qualidades negativas e de seu potencial divino. Ela tentará erradicar o mal e desenvolver os valores divinos e as virtudes na vida. Desta forma, se tornará uma pessoa melhor. Esta é a forma de criação dentro de si mesmo.

2.  A segunda é a re-criação de um belo relacionamento com Deus e a criação, com pessoas, animais, plantas e assim por diante.

3.  A terceira criação pessoal é o desenvolvimento da criatividade na forma da arte e outros materiais, artigos ou literatura. Esta criatividade são pensamentos e idéias vindas na mente e no coração. Você pode criar o bem, ou pode criar o mal. Você é o seu próprio amigo e é o seu próprio inimigo. Ao invés de pensar na criação exterior, pense na criação interior de si mesmo.

Voltemos à criação exterior. Do pensamento veio a criação última na forma da matéria. Do pensamento, do sutil, a criação lentamente criou a forma densa. A criação deve novamente seguir da forma para a não forma, significando do corpo para a alma, do universo para o criador do universo. Ao invés da consciência humana indo para baixo da não forma para a forma e permanecendo na forma por tanto tempo, a pessoa deve tentar reverter o processo da criação, da forma para a não forma. Isso levará ao caminho da perfeição.

e3907586f934ece9f5767954bab3bc82

Quem é o criador?

Se você é uma boa pessoa, quem o fez ser bom? Se você é uma pessoa má, quem o fez ser mau? Foi você! Você fez de você uma pessoa boa ou má. Foi a sua própria vontade, o seu próprio desejo. Você foi o criador da sua própria condição, miséria, alegria ou felicidade. O criador do universo é Deus. Deus é onipresente, onipotente e onisciente, e com a sua qualidade de onisciência e inteligência cósmica, Deus criou. Nada é impossível para Ele. Este universo inteiro é uma criação de Deus; Ele é o criador. Olhe para a sua própria vida e veja o que você criou. Você é o criador da sua própria vida. Tente fazer melhor.

O que Ele criou?

Esta criação é a criação da vontade, a criação da inteligência. Esta vontade ou pensamento, na forma de consciência cósmica, inteligência cósmica, ou consciência individual e inteligência, cria uma vibração de pensamento. Esta vibração torna-se a energia vibratória através da qual a criatividade se manifesta. A criação é a manifestação do pensamento em ação.

 

Veja comentários

Deixe uma resposta

Vá para cima