Lendo agora
Você já ouviu falar em Eneagrama?

Você já ouviu falar em Eneagrama?

Nowmastê

Por Mari Mel Ostermann*

Tendo origem real desconhecida e utilizado a milhares de anos por sábios e místicos de diversas linhas orientais e ocidentais, o Eneagrama é um instrumento eficaz para o autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Mas ele só é útil quando conhecemos nosso “tipo”, observamos nosso modo de pensar e agir limitado, reelegendo a todo instante o que é melhor para nosso crescimento, ao invés de seguirmos o fluxo viciado da personalidade.

Segundo a visão esotérica do Eneagrama, diz-se que as personalidades advém dele, como que sendo uma lei cósmica, e não uma criação humana. Assim sendo ou não, esse símbolo realmente traz fundamento e conhecimento sobre nossa forma de vermos o mundo e vivermos nele.

É como uma “geometria sagrada” do nosso jeito de ser. Quando observamos, percebemos que todos atuamos a partir de algum dos 9 tipos de personalidade propostos. Conhecer nosso “tipo” nos auxilia a voltarmos para o estado de unidade e plenitude, pois tipo, ou número, explica-nos sobre as tendências do nosso ego/personalidade, nossa parcela geradora de separação e sofrimento.

Desde que foi trazido para o Ocidente moderno pelo místico Gurdjieff, o Eneagrama vem sendo estudado e aprimorado, e é utilizado para os mais diversos fins, de trabalhos energéticos a consultorias empresariais.

Quanto mais identificamos nossa máscara ou tipo, mais possível se torna recuperarmos nossa liberdade de escolha ao agirmos. Afinal, quando achamos que “nosso jeito” é único e imutável, “eu sou assim e ponto”, estamos fadados a viver só uma parte de nós, escondendo-nos da nossa parte sagrada, essencial, plena. Ou seja, abraçamos nossas limitações.

O caminho proposto pelo conhecimento do seu tipo é o oposto disso. Somos plenos, somos o todo, um reflexo do Cosmos. Mas quando estamos neste planeta, usamos ferramentas como a personalidade e acabamos confundindo nossa natureza real com esse instrumento limitado e parcial. Com essa sabedoria passamos a enxergar as facetas da persona limitada, para que possamos caminhar rumo ao ilimitado, libertando-nos de sermos eternos reféns da personalidade.

Este símbolo traz em si informações precisas sobre as 9 máscaras humanas. Esses 9 tipos recebem apelidos, e tem seus vícios, fixações, virtudes. Aqui, segue apenas uma listinha para cita-los brevemente, pois há uma enorme gama de informações e estudos sobre de cada um desses tipos:

enneagramValuesMindMap

  • Tipo 1 O perfeccionista: na sua essência, tem a virtude da serenidade. Na personalidade, o vício da ira e fixação no ressentimento.
  • Tipo 2 O doador: na sua essência, tem a virtude da humildade. Na personalidade, o vício do orgulho e fixação na adulação.
  • Tipo 3 O desempenhador: na sua essência, tem a virtude da veracidade. Na personalidade, o vício do autoengano e fixação na vaidade.
  • Tipo 4 O romântico: na sua essência, tem a virtude da equanimidade. Na personalidade, o vício da inveja e fixação na melancolia.
  • Tipo 5 O observador: na sua essência, tem a virtude do não-apego. Na personalidade, o vício da avareza e fixação na mesquinhez.
  • Tipo 6 O cético leal: na sua essência, tem a virtude da coragem. Na personalidade, o vício do medo e fixação na covardia.
  • Tipo 7 O epicurista: na sua essência, tem a virtude da sobriedade. Na personalidade, o vício da gula e fixação no planejamento.
  • Tipo 8 O patrão: na sua essência, tem a virtude da inocência. Na personalidade, o vício da luxuria e fixação na vingança.
  • Tipo 9 O mediador: na sua essência, tem a virtude da ação correta. Na personalidade, o vício da preguiça e fixação na indolência.

Clique aqui e assista a aula gratuita do Curso Integral Way, que trata sobre o tema.

Mas como afinal o Eneagrama pode me ajudar?

Quando descobrimos qual tipo de personalidade somos com ajuda de testes e auto-observação, primeiramente podemos sentir compaixão e trabalhar o auto-perdão.

No segundo momento, posso, através da própria mandala do Eneagrama, saber quais movimentos comportamentais, modos de agir e pensar, poderiam me ajudar a libertar-me das minhas tendências mais fortes.

Quando compreendemos isso verdadeiramente, podemos ainda ampliar essa compreensão para os demais que convivem conosco. Mesmo não sabendo qual dos tipos o outro é, percebendo suas tendências recordamos que todos estamos presos a padrões repetitivos e assim será enquanto formos ignorantes sobre essa natureza egóica.

Assim, podemos no relacionar de forma mais inteligente e amorosa com os comportamentos alheios. E a frustração e expectativa para com o próximo dão lugar a compreensão e a ação consciente.

Claro que é preciso constante vigília às nossas personas, e teremos por toda vida nossas tendências, ou seja, seremos o mesmo “número” sempre. Mas essas tendências tem sua parcela essencial, saudável, evolutiva. Quando estou psicológica e emocionalmente saudável, vivo o melhor de mim. Percebo meus pontos fortes e minhas limitações, movimento-me sempre no sentido positivo. Torno-me responsável pela minha vida. Limito minha auto-sabotagem e abro espaço para o amor e para a paz.

Viver a essência e trazer luz para nosso modo de ver a vida e reagir a ela, é útil, para não dizer necessário, para nosso bem-estar, bons relacionamentos e desenvolvimento como ser e como espécie.

Ficou curioso para saber mais sobre os 9 tipos de personalidade? Quer descobrir seu tipo?

Clique aqui e assista a aula gratuita do Curso Integral Way, que trata sobre o tema.

mari

*Mari Mel Ostermann é naturóloga integral e atua combinando os instrumentos da naturologia pela ótica da Teoria Integral. Adora facilitar os processos de auto-descoberta e ajudar as pessoas a ampliarem e reposicionarem seus pontos de atenção, abrindo espaço para a cura e para o amor. É co-criadora do Curso Integral Way, um curso online que visa apresentar a abordagem Integral na teoria e na prática afim de ferramentar para o autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

Para saber mais, acesse: marimelostermann.com

Vá para cima