Lendo agora
Ilumina Rio – medicina sonora

Ilumina Rio – medicina sonora

Juliana Marinho Pires

Por Juliana Marinho*

O Projeto Ilumina Rio atrai para as praças da cidade pessoas afim de cantar mantras, aumentar a vibração e expandir a consciência. E consegue.

Sabe aquela segunda-feira em que você se sente tenso, chateado com alguma coisa, irritado? É bom sentir que no fim do dia você vai se energizar, recarregar as baterias, acalmar o coração. Tudo isso cantando, interagindo com pessoas que estão na mesma busca que você, dando e recebendo amor. No meio da rua, ou melhor dizendo, da praça pública. Esse é o espírito do Ilumina Rio, que une valores universais como o amor, a união, a conexão, a verdade e a confiança por meio da música que entra e sai dos nossos corações transmutada em energia do bem.

Me sinto grata por acompanhar a trajetória desse projeto desde o seu início, em maio de 2014, e colher os benefícios de cada encontro. Ah, como é bom! Saio leve, livre, cheia de insights e animada com a vida. Encontro amigos queridos, troco abraços com quem acabo de conhecer, me sinto revitalizada e em paz. O Ilumina também se tornou uma grande inspiração de como um projeto lindo desses pode virar realidade com tão pouco: a dedicação e o carinho de um grupo de músicos que tem como propósito elevar a vibração das pessoas na grande cidade, tão carente no dia a dia de liberdade, prazer e trocas profundas.

ilumina rio

“Nossa mensagem é o amor. A música, nossa ferramenta”, resume Tamara Steiman, idealizadora do projeto, que juntamente com Daniel Ramam, Hélinah Moreira, Fernando Malta, Kathiuska Alvarez, Léo Gonzaga e Anna Heuseler fazem o Ilumina acontecer. O grupo é formado por multinstrumentistas, compositores, cantores, educadores, produtores, musicoterapeutas, terapeutas florais e leitores de aura, entre outras habilidades. A entrega e a verdade neles é contagiante.

Normalmente de 15 em 15 dias, às segundas-feiras às 18:00, a mágica acontece.

Eles já passaram pelo Largo do Machado, Arpoador, Grajaú, Saens Pena, Leme, Botafogo e agora enfrentam a prova de fogo: Cinelândia, uma das maiores praças no centro do Rio, com grande volume de pessoas indo e vindo. E posso garantir: é fantástico ver a união de toda espécie de transeuntes pela música que pacifica. Os mantras e outras canções de diversas culturas e crenças são muito fáceis de aprender na hora. O próximo encontro será no dia 21 de setembro, lá mesmo, na Cinelândia. É só chegar! E não esqueça de levar a sua canga e se tocar algum instrumento, melhor ainda!

Ilumina Rio na Cinelândia, com Teatro Municipal ao fundo
Ilumina Rio na Cinelândia, com Teatro Municipal ao fundo

As interações acontecem de maneira espontânea, uma declamação aqui, um recado ali, alguém que chega de mansinho e se junta à roda. Outros olhares desconfiados são transformados em graça. Tudo é possível, abrindo espaço para o inesperado e o espontâneo. “A música tocada e cantada com consciência tem um poder de cura muito grande, ela nos ajuda a nos equilibrar sem que tenhamos que saber os comos, os porquês… nos ajuda a retornar a quem somos”, diz Tamara.

Expandir para Iluminar

Um dos sonhos para o projeto é “ampliar a rede, transformando as relações entre as pessoas das cidades através de intervenções musicais e artísticas que proporcionem um espaço de acolhimento e confiança”. Com isso, outras cidades estão em movimento e já existe o Ilumina Sampa. Para que o projeto tenha estabilidade financeira e possa expandir são necessários recursos para deslocamento, compra de instrumentos e outros equipamentos, além da manutenção diária (xerox e outros gastos com produção e necessidade da equipe). Por isso, o Ilumina disponibilizou uma campanha de financiamento coletivo recorrente, onde qualquer um pode ajudar mensalmente – ou pelo tempo que desejar . Veja o vídeo:

Quem quiser saber da agenda e entrar em contato com o pessoal do Ilumina Rio, é só entrar na página deles no facebook
(https://www.facebook.com/iluminario1?fref=ts). E eles garantem: você sempre faz parte dessa banda.

Fotos “Arquivo Ilumina Rio”

Juliana Marinho
*Meu nome é Juliana Marinho Pires. Sou jornalista e publicitária formada pela UnB, já morei na Alemanha, Espanha e Chile estudando e trabalhando. Por aqui já fui, entre outras coisas, diretora e produtora de documentários, professora universitária, assessora de comunicação, tradutora e até atriz. Viajante e curiosa compulsiva, larguei um emprego burocrático e fiz um sabático pela Ásia e África. Ao voltar, mergulhei de cabeça no universo da espiritualidade e atualmente sou leitora de aura, pratico tantra yoga e bioenergética, além de experimentar nos campos do xamanismo, do sagrado feminino e visitar comunidades de diferentes grupos e filosofias de vida.

Para saber mais sobre a leitura de aura com Juliana
clique aqui.

Veja comentários

Deixe uma resposta

Vá para cima