Lendo agora
Hábitos e resistências: como superá-los

Hábitos e resistências: como superá-los

Nowmastê

*Babi Minamoto

giglio_vermelho_729f2eb9494faa7568d539b3fb3ded08_giglio_vermelho

Quantas vezes você já não escutou algum amigo dizer que precisa se cuidar, ou fazer algo, mas nunca consegue? Sempre deixamos para depois (ou para a próxima segunda-feira) o início de um novo projeto, seja entrar na academia, iniciar aquela dieta, enfim, começar algo que sabemos que precisamos fazer. Falta tempo, dinheiro, falta disposição… Já é um “hábito” postergar as coisas que sabemos que nos farão bem.

Os hábitos são comportamentos que repetimos sistematicamente. Ao executar qualquer tarefa, já não avaliamos mais a necessidade do momento. Mesmo sabendo na teoria que aquilo não está bem para nós, seguimos repetindo. E quanto mais repetimos, mais difícil se torna sair do ciclo vicioso.

Por exemplo, se uma pessoa está sempre dizendo “eu sei que eu preciso me cuidar”, mas não tem nenhuma iniciativa, essa repetição se torna um hábito, e ela mesma passa a não acreditar de que é capaz de fazê-lo um dia, mas segue carregando essa demanda interna, e essa luta interna gasta tanta energia, que cada vez ela tem menos capacidade de ação.

Mas o que é que nos impede de termos a iniciativa para colocar em prática aquilo que na teoria dizemos que precisamos fazer?

A resistência é propriedade de um corpo que reage contra a ação de outro corpo. Se vemos na nossa vida cotidiana, toda vez que chove e (feliz da vida) cancelamos um compromisso importante, ou quando temos que buscar trabalho e nesse dia ficamos doente, são formas de resistência. Não somos conscientes de que a maioria das justificativas que encontramos são na verdade as resistências que nos impedem de realizar aquilo que (dizemos que) queremos.

Em Shri Vivek Yoga, chamamos essas resistências de “toxinas”, que podem ser causadas por disfunções físicas (no corpo) e mentais (compreensão, intelecto ou Vivek). Fisicamente, as alergias, gastrite, cansaço, dores nas juntas, insônia… podem ser alguns exemplos de existência de toxinas no corpo. Mentalmente, não conseguir tomar uma decisão, não ter claro o que quer, a preguiça, o apego, são manifestações de toxinas mentais. Um impacta no outro e ambos provém da falta de energia.

Quando as funções mentais (psicologia) não estão coordenadas com o corpo, ou seja, a razão diz uma coisa, mas o corpo não acompanha, nasce o conflito (isso pode ser claramente experienciado através da insônia). Apenas uma ciência completa, que aborda técnicas físicas, psíquicas e energéticas, é capaz de atuar na causa do conflito para solucioná-lo.

Eliminar as toxinas físicas e mentais é o primeiro passo para combater a nossa capacidade de se auto-boicotar. Esclarecer mentalmente para si mesmo a necessidade (por que e para que) de realizar cada coisa deve acompanhar todo o processo. Com isso, as resistências enfraquecem e deixamos de perder a energia que necessitamos para cuidar da nossa saúde.

Babi Minamoto

*Babi Minamoto é Coach de Shri Vivek Yoga, Terapeuta de Gestão de Conflitos Pessoais (Yogaterapia) e Consultora de Programas de Gestão de Stress para empresas. Coordena Shri Vivek Yoga no Brasil (www.yogashrivivekbrasil.wordpress.com) e a Shri Vivek Wellness Business (shrivivekyogaempresarial.wordpress.com).

Shri Vivek Yoga é uma ciência milenar transmitida no Brasil pelo yogui indiano Jivan Vismay, discípulo do mestre auto-realizado Shri Guruji Swami Vivekananda (www.shrivivekyoga.org), Utiliza técnicas de Yoga & Ayurveda que ajudam a eliminar toxinas do corpo, desenvolver os sentidos e a despertar o poder do intelecto.

Vá para cima