Carregando Eventos
04/11

Rio de Janeiro – Rio Desperta 2018

Rio Desperta 2018 vai reunir Monja Coen, do Zen Budismo, Rajshree Patel, da Arte de Viver, Gloria Arieira, do Vidya Mandir, Lama Jangchub Reid, de Mindfulness, Oberom, e Klebér Tani da Meditação Transcendental.

Evento dedicado à arte da meditação será realizado dia 4 de novembro, na Cidade das Artes, com Encontro Literário, palestras e apresentações musicais

Um evento para reunir em um só lugar os admiradores da meditação, vida saudável bem-estar, paz, equilíbrio e aqueles em busca do autoconhecimento. É o Rio Desperta 2018, marcado para 04 de novembro, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, das 8h às 20h30. Serão oito palestrantes, incluindo Monja Coen, do Zen Budismo; Rajshree Patel, da Organização Internacional Arte de Viver, Gloria Arieira, Diretora Presidente do Vidya Mandir, Centro de Estudos de Vedanta e Sânscrito, Klebér Tani, fundador de Meditação Transcendental Brasil, e Lama Jangchub Reid, (fundador do Mindfulness Trainings International.

Encontro Literário – Autores darão autógrafos

Monja Coen, Oberom e Gloria Arieira também estarão presentes ao Encontro Literário, setor do evento feito para interação com os leitores, uma hora depois de cada uma de suas palestras. Para se aprofundar no conhecimento da prática da meditação, seis editoras (Alaúde, Edipro, Gryphus, Planeta, Record e Gaia) levarão seus principais títulos — todos relacionados à meditação e à sabedoria que esse tema envolve.

Ao longo do dia, as palestras do Rio Desperta serão intercaladas pela prática de kirtans — uma antiga forma de Yoga e o momento em que a espiritualidade é trabalhada através do canto coletivo — e apresentações de artistas renomados no meio. Já estão confirmadas a presença dos músicos da Arte de Viver, Shivasamba Band, Prem Ramam e Banda de Marguiis.

A organização do Rio Desperta 2018 está por conta dos fundadores da UNA Meditação — Gunatiita e Taruna Deva — e discípulos do mestre indiano Sri Sri Anandamurti: “Para nós, a meditação é uma poderosa ferramenta de transformação social e individual. A partir dessa premissa, o Rio Desperta pretende levar ao público a filosofia e a prática das principais linhas de meditação. Acreditamos que pessoas são o ponto de partida das transformações, por isso, queremos juntar cerca de 2.500 meditadores, nos dois turnos, em uma onda de paz para o Rio de Janeiro”.

Palestras (em ordem de apresentação):

KLÉBER TANI – MEDITAÇÃO TRANSCENDENTAL – 9h00/9h45

O professor Klebér Tani, um dos diretores da Sociedade Internacional de Meditação Transcendental do Rio de Janeiro e fundador da MT Brasil, abre as palestras do Rio Desperta. Seguidor de Maharishi Mahesh Yogi (famoso por ser o guru dos Beatles nos anos 60), Kléber Tani foi escolhido por seu mestre para ser o Primeiro Ministro do Governo Global da Paz Mundial para o Brasil (nova instituição criada por Maharishi para a difusão de sua técnica de Meditação Transcendental e das 40 abordagens da Ciência Védica para o mundo).

OBEROM – FOME DE AMOR – 10h/10h45    

Formado em Educação Física e pós-graduado em Nutrição Humana e Saúde, com especialização em Yoga, na Índia, Oberom nasceu em 1984, em uma comunidade alternativa no sul de Minas Gerais. Autor dos livros “Viajando na Luz”, “No Fluir da Felicidade” e “Vegan Yoga”, Oberom já palestrou em diversos países sobre temas relacionados à Consciência Prânica, ao Yoga e ao Veganismo. Desde 2003, reúne parte de suas experiências na prática e estudo do Vipassana, da Yoga e do desenvolvimento do Eu Maior. Para o Rio Desperta, ele vai levar a palestra “O mundo tem fome de amor”.

GLORIA ARIEIRA – VEDANTA – 11h/11h45

Nascida no Rio de Janeiro, em 1953, Gloria Arieira é a principal referência brasileira no ensino de Vedanta. Em 1974, conheceu na Índia Swami Dayananda, que se tornou seu mestre. Desde o seu retorno, ensina Vedanta e sânscrito no Brasil e em Portugal. É fundadora e diretora-presidente do Centro de Estudos de Vedãnta e Sânscrito Vidya Mandir, no Rio de Janeiro, um espaço voltado ao ensino de Vedanta, Meditação, Sânscrito e Cultura Védica.

MONJA COEN – ZEN BUDISMO – 12h/13h30 

Monja Coen nasceu em São Paulo, em 1947. Foi jornalista profissional — atuou como repórter em jornais brasileiros e no Banco do Brasil — e já escreveu e traduziu livros sobre a filosofia budista, como o Viva Zen e o Sempre Zen. Atualmente, mora no templo Tenzui Zenji, em São Paulo, é presidente do Conselho Religioso da Comunidade Zen Budista Zendo Brasil e do ViaZen/VilaZen, do Rio Grande do Sul.
TARDE

LAMA JANGCHUB REID – MINDFULLNESS – 15h / 16h

Lama Jangchub Reid é professor de meditação desde 1973. Em 1975 fez sua formação de mindfulness com Namgyal Rinpoche, mestre das principais tradições budistas. Dedicou muitos anos à criação e ao estabelecimento de centros de meditação e criou o Curso de Formação de Instrutores de Mindfulness, oferecido por Mindfulness Trainings International (MTi), fundada por ele. Estudou antropologia Social e também Estudos religiosos em Nova Zelândia, seu país natal. Atualmente ensina no Reino Unido, França, Nova Zelândia e Brasil.

GUNATIITA E TARUNA DEVA – UNA Meditação – 16h15/17h     

Fundadores da UNA Meditação e discípulos do mestre indiano Sri Sri Anandamurti, Gunatiita e Taruna Deva ensinam meditação como ferramenta de autoconhecimento, transformação social e bem-estar. Ambos foram iniciados pelos monges de Anandamarga e ministram cursos e palestras em empresas no Brasil. Há mais de 12 anos, Gunatiita se dedica à prática e ao ensinamento do Yoga e Meditação. Já Taruna Deva foi executivo no mercado de audiovisual por 30 anos, mas estuda meditação desde muito jovem, praticando diversas técnicas em busca do autoconhecimento e entendimento da mente.

MONJE JINANANANDA – ANANDAMARGA – 17h30/18h30

Jinanananda nasceu no Congo e pratica Tantra Yoga desde 1986. É monge da Associação Sócio Espiritual Ananda Marga, presente em mais de 180 países. Conduz palestras e formações para instrutores de Yoga e inspira jovens no Brasil a se tornarem praticantes espirituais e se desenvolverem socialmente, por meio da Teoria Sócio Econômica Prout, que será o tema de sua palestra.

RAJSHREE PATEL – ARTE DE VIVER – 19h/20h30

Nascida na Uganda e criada na Índia, Rajshree Patel é uma das mulheres mais influentes do mundo no campo de desenvolvimento pessoal. No Rio Desperta, ela irá mostrar a importância da meditação para enfrentar a violência urbana existente na capital do Rio de Janeiro.

Em busca de realização interna, conheceu o mestre espiritual, Sri Sri Ravi Shankar, fundador da Arte de Viver, instituição humanitária presente em mais de 150 países. Patel ministra grandes eventos, conduz cursos e seminários de notável alcance, incluindo programas em prisões e projetos filantrópicos em escolas e universidades.

Música

SHIVASAMBA BAND –  10h45, 11h45 e 16h

Shivasamba é a união de cinco músicos que se permitem experimentar os mantras como potência criativa para oferecer ao público uma viagem sensorial. A banda integra as tradicionais ragas indianas e a repetição milenar dos mantras à liberdade de distorcer uma guitarra ou usa-la como sitar. Pode aquietar a mente, levar à introspecção com o harmonium ou romper a sonoridade com um solo de flauta acompanhando a melodia das cordas havaianas do ukulele.

MÚSICOS DA ARTE DE VIVER – 14h30 e 18h30 (kirtan)

Os músicos voluntários da Arte de Viver, inspirados em Sri Sri Ravi Shankar, pelos benefícios dos mantras e pela profunda conexão com a música, irão cantar bhajans, mantras e kirtans, que elevam a consciência e abrem o coração. Reconhecidos internacionalmente pela combinação harmônica entre qualidade técnica e sentimento, o grupo trará um repertório composto por mantras clássicos tradicionais, com profundo efeito sobre o indivíduo e o ambiente.

PREM RAMAM – 8h45 e 9h45

Multi-instrumentista autodidata, o músico realiza desde 2004 pesquisas nas áreas da etnomusicologia e misticismo musical. Seu trabalho resgata práticas sonoras ancestrais de vários continentes que fortalecem o poder da autocura. Nesta linha, Prem Ramam vem se especializando como “terapeuta do som” através de algumas técnicas específicas de canto e toques de instrumentos étnicos.

BANDA DE MARGUIS – 17h15

O mantra universal usado para Kiirtan – estilo musical da banda – é Baba Nam Kevalam, que significa “Tudo é expressão de amor”. Segundo Shrii Shrii Anandamurti, fundador de Andamarga, o Kiirtan desperta sentimentos humanos e nos ajuda a sentir um prazer superior, porque é através dele que não somos seres insignificantes, nem superiores ou inúteis, somos crianças queridas do Ser Supremo.

Quando:
Domingo, 4 de novembro de 2018
Horário:
Das 8h às 13h30 e tarde – das 14h30 às 20h45
Website:
www.riodesperta.com.br