Lendo agora
Espiritualidade, Yoga e anti-racismo

Espiritualidade, Yoga e anti-racismo

Cristiana Dias Baptista

Nunca achei que fosse papel do Nowmastê emitir opiniões ou postar sobre assuntos fora do escopo Yoga, meditação e autoconhecimento. Abri duas exceções em momentos onde achei que ficar calada seria me omitir e desrespeitar aqueles que entendem que um caminho de Yoga e autoconhecimento é um caminho de inclusão absoluta.

A primeira vez foi para manifestar apoio à causa LGBTQI+. A segunda, nesta semana, para manifestar solidariedade à causa antirascista, quando postei um quadro negro com a #blackouttuesday #blacklivesmatter.

Alguns dias depois do post #blackouttuesday no Instagram percebi que no dia da postagem o número de seguidores do perfil havia tido uma grande e atípica redução. Achei supercurioso e, a bem da verdade, mais do que surpresa, fiquei mesmo foi um pouco triste. Quem deixa de seguir um perfil, porque ele manifesta apoio a uma causa tão fundamentalmente importante?

Impulsivamente, manifestei esse meu sentimento em um Stories, coisa que também raramente faço. Recebi várias mensagens de apoio moral e simpatia. No meio delas, recebi também o seguinte comentário: “te explico. ninguém aguenta mais ouvir falar do mesmo assunto, mesmo que seja algo sério e verdadeiro, nessa pandemia precisamos mesmo é de positividade. Se o Insta é sobre Yoga, não vamos perder o foco. Namastê.”.

Agradeci o insight precioso e passei horas pensando nas responsabilidades de quem busca viver uma vida de Yoga e de como colocar isso em prática. Não é suficiente publicar frases de inspiração e simplesmente dizer que Yoga não é exercício físico. Mas como passar essa mensagem de forma mais eficiente?

A resposta veio hoje pela manhã. Pulou no meu Instagram um post com o anuncio para o Satsang online Investigando a Natureza do Ser com Marco Schultz*. Abracei o chamado. E, se você está lendo este post, te convido a fazer o mesmo. Porque eu sou a jornalista e a praticante, mas ele é o expert.

Com sabedoria, cuidado e amorosidade Marco fala sobre a importância de reconhecer e participar da causa anti-racista e de como ela está profundamente interconectada com o caminho da espiritualidade e do Yoga.

*Para quem não sabe, o Marco é um dos grandes conhecedores do Yoga no Brasil e um orador virtuoso. Nesta quarentena seus Satsangs estão acontecendo semanalmente, aos domingos, aqui.
Vá para cima