Lendo agora
E se..

E se..

Avatar

Por Elisa De André Motta*, do Projeto Querido Desconhecido

Querido Desconhecido,

E se..

E se tudo que a gente imaginasse fosse verdade.

E se tudo que gritasse dentro do peito fosse um chamado para encontrar nossa luz, nossa essência, a gente mesmo.

E se como num passe de mágica nossos pensamentos atraíssem para perto tudo o que queremos viver.

E se a gente vivesse tendo a certeza de um futuro feliz enxergando a nossa mais perfeita beleza com amor e harmonia.

E se eu te dissesse que tudo está certo como está, mas que seus desejos virarão realidade no momento em que você permitir-se ser feliz.

Tudo começa pelo começo.

Tudo é construído a partir de um pequeno passo, simples que seja a seu favor.

O que temos hoje foi galgado por todos estes anos, nos momentos anteriores tínhamos certezas e incertezas que basearam as decisões que nos trouxeram até aqui.

Você consegue reconhecer seu trajeto?

Observar com cuidado honrando as diversas pessoas que já foi para dar espaço à nova que gostaria de chegar?

Para estar onde estamos foi necessário muito trabalho, muita confiança e desapego. Um dia de cada vez com muitas horas de choro e também muitos sorrisos.

Não devemos desperdiçar anos lindos de vida.

Mas agora aponte para o futuro, coloque seu corpo ereto e convide todas as forças superiores para estarem contigo neste exato instante. Faça um pedido.

Para ser algo basta apenas começar. Experimente-se.

Escolha uma palavra bem bonita para você agora, nomeie-se de algo que gostaria de se tornar e torne-se!

Se aproprie diariamente dela, confie que você sabe o que faz e se não souber estará aprendendo. Fique com esta nova palavra pelo tempo que desejar até que sinta-se satisfeito para mantê-la ou não.

Ninguém tem nada com isso.

O que os outros acham de você pouco importa, o bacana é ter certeza de que nada foi em vão e quando olhar para trás terá orgulho por ter experienciado tudo o que realmente gosta.

As pessoas tem manias de palpitar, julgar, ofender-se com os movimentos alheios. Como se tivéssemos cartilhas específicas para viver a vida e somos obrigados a seguir.

Liberte-se de tudo o que te disseram e siga seu coração só por hoje.

Agarre-se neste palavra como se fosse sua salvação, as próximas virão com mais naturalidade pode ter certeza.

Reencontrar-se é uma tarefa de constante entrega e confiança, pois tiramos da mente e passamos para o coração.

Escreva. Pinte. Crie. Cante. Dance. Encene.

Deixe o seu corpo tomar conta, faz tanto tempo que ele não tem preferência. Abra espaço para ser você mesma, encontre-se.

Nada e nem ninguém fará isso por você, mas tenha certeza que estamos juntas. Você nunca está sozinho meu bem.

A gente sempre sabe o que quer, como quer, só precisa deixar as asas saírem e acreditar que tudo é possível para aquele que sonha.

Desejo força, pés com barro e mãos repletas de tinta. Desejo bravura, dedos calejados de escrever, pernas trêmulas de dançar.

Desejo experiências inesquecíveis, sorrisos ao espelho e aventuras intermináveis.

Desejo que não desista jamais de você.

Com amor,
Elisa.

*Elisa De André Motta

Escritora de Cartas e Reescritora de Histórias. Mãe da Olívia, apaixonada por brigadeiro e pão de queijo. Inspirada por meu avô Hildebrando Affonso de André, as palavras são expressão, autoconhecimento e aprendizado, nelas encontro a minha cura. Busco em cada escrita um caminho que conecte pessoas e convoque emoção.
Vá para cima