Lendo agora
É fácil evitar a crítica: "não diga nada, não faça nada, não seja nada"

É fácil evitar a crítica: "não diga nada, não faça nada, não seja nada"

Nowmastê

10525948_10153428994573306_2622163898051015061_n

Por Claudio Edinger*

Aristóteles 384-322 A.C., filósofo grego, entrou para a academia de Platão com 18 anos de idade e permaneceu, estudando com o discípulo de Sócrates, por 19 anos (até os 37). Escreveu sobre física, biologia, zoologia, metafísica, lógica, estética, ética, poesia, teatro, música, retórica, linguistica, política e governo – o que se tornou a base da Filosofia Ocidental. 

Pouco depois da morte de Platão, Filipe da Macedônia contrata Aristóteles, durante 33 anos, para ser tutor de Alexandre, o Grande. Aristóteles é considerado o primeiro cientista da história.

Escreve:

“Nenhuma mente brilhante existe sem um toque de loucura”.

“Educar a mente sem educar o coração não é educar.”

“Qualquer um pode perder a calma e ficar bravo. Mas ficar bravo com a pessoa certa, da forma correta, na hora certa, pela razão certa, na quantidade certa – não é pra qualquer um.”

“A paciência é amarga mas seu fruto é mais doce que o mel.”

“As pessoas educadas diferem das não educadas assim como as vivas são diferentes das mortas.”

“O objetivo da arte não é mostrar a aparência das coisas e sim o seu significado.”

“Aquele que adora a solidão ou é um animal selvagem ou um deus.”

“Ganhei isto da filosofia: faço porque sei ser certo o que os outros fazem com medo das consequências da sociedade e sua justiça.”

“Para escrever bem, se expresse como um homem comum mas pense como um sábio.”

“Somos o que fazemos frequentemente. Excelência não é um ato, é um hábito.”

“Excelência nunca é um acidente. É sempre o resultado de uma intenção, de um esforço e de uma execução inteligente. Ela representa um escolha sábia sobre várias alternativas – suas escolhas, não o acaso, determinam o seu destino.” 

Quadro: Platão e Aristóteles seu pupilo

 

Gostou? Conheça outros pensadores e suas ideias aqui!

maira-coelho-em-paris-2008

*Formado em Economia, Claudio Edinger é autor de 14 livros fotográficos e um romance. Começou a dar aulas de fotografia em 1979 na Parson’s School of Design e mais tarde no International Center of Photography (ICP), ambos em Nova York.

Recebeu o Prêmio Leica duas vezes, o Prêmio Hasselblad, o Prêmio Higashikawa, o Prêmio Ernst Haas, Prêmio JP Morgan, Prêmio Pictures of The Year, Prêmio Abril, Prêmio Marc Ferrez e, por duas vezes, recebeu o Prêmio Porto Seguro no Brasil.

Suas fotos estão nas coleções do MASP, MIS, MAM, MAC, Pinacoteca, Museu Metropolitano de Curitiba, Metronòn (Barcelona), Higashikawa (Japão), AT&T Photo Collection, Equity International Photo Collection, Brazil Golden Art Fund, Itaú Cultural, Centro Cultural Banco do Brasil e nas maiores coleções particulares de fotografia do Brasil. É professor de História da Fotografia Contemporânea na Casa do Saber.

Veja comentários

Deixe uma resposta

Vá para cima