Lendo agora
Diário de um Sabático 5: Viajar sozinha x Viajar em Casal

Diário de um Sabático 5: Viajar sozinha x Viajar em Casal

Nowmastê

Por Thais Santos, de Rishikesh -Índia

casal

Eu fiz a maioria das minhas viagens longas para o exterior sozinha e foi uma das experiências mais incríveis da minha vida. Poucas vezes me senti tão empoderada e aberta para o novo como nesses momentos. Este sabático, porém, estou fazendo acompanhada do meu namorado e, apesar de eu gostar de fazer coisas sozinha, não trocaria a presença dele por nada nesse mundo! Viajar juntos tem nos tornado cada vez mais parceiros um do outro, nas alegrias e nos perrengues que encontramos pelo caminho. Pensando nos dois tipos de experiência que eu já tive, fiz uma listinha dos sabores e dissabores de viajar sozinho x acompanhado de um parceiro, com uma boa colher de humor e pitadas de verdade, para descontrair…

– Viajar Sozinha é ter que carregar uma mala que parece pesar mais do que você perguntando a Deus porque não tem um homem por perto para ajudar a carregá-la.
– Viajar em Casal é ter um santo homem para carregar o excesso de peso que você não deveria sequer ter colocado na mala.
– Viajar Sozinha é ter tempo para observar tudo ao redor.
– Viajar em Casal é correr de um lado para o outro tentando atender a diversas vontades diferentes um do outro, num curto espaço de tempo.
– Viajar Sozinha é se perder caminhando sem destino e acabar fazendo uma amizade inesperada.
– Viajar em Casal é se perder caminhando sem destino porque um dos dois teve a brilhante ideia de virar à esquerda aonde não devia.
– Viajar Sozinha é passar por algo engraçado e ter que fingir estar lendo algo interessante para poder ficar rindo olhando para a tela do celular.
– Viajar em Casal é passar por algo engraçado, poder cair na gargalhada e ter uma eterna piada interna para rir de novo depois.
– Viajar Sozinha é não saber se está andando na direção correta e não ter coragem de parar um estranho para perguntar.
– Viajar em Casal é não saber se está andando na direção correta e esperar que o outro tome coragem de parar um estranho para perguntar. Um dos dois sempre acaba criando coragem no final.
– Viajar Sozinha é se sentir um tanto desconcertada por sentar num restaurante e pedir um drink.
– Viajar em Casal é estar sempre em ótima companhia para um drink.
– Viajar Sozinha é ter que se preocupar com os perigos que rodeiam o fato de ser mulher.
– Viajar em Casal é poder ser mais livre sem comprometer a própria segurança.
– Viajar Sozinha é ter uma memória solitária de tudo o que viveu na viagem, porque contar o que aconteceu para alguém nunca será a mesma coisa.
– Viajar em Casal é estar unido para sempre com o outro através das memórias inesquecíveis de tudo o que viram e viveram juntos.

Gratidão meu amor Jorge Cesar Dominguez pela parceria! Esse sabático não seria o mesmo sem você.

Thais dos Santos

*Meu nome é Thais e escrever pra mim é prazeroso e libertador. É a minha forma de expressão predileta. Tenho escrito muito recentemente e não quero mais guardar os meus textos só pra mim, quero doá-los ao mundo e me entregar verdadeiramente. No meu blog, escrevo sobre dicas, sonhos e inspiração de viagens, mas gosto de escrever sobre tudo o que sinto e aprendo, principalmente sobre desenvolvimento pessoal e vida mais consciente. É uma forma de retribuir tudo o que tenho recebido de outras pessoas, que colocam o seu melhor no mundo e acabam por transformar e inspirar outros a fazerem o mesmo.

www.coachdeviagem.com

Vá para cima