Desconectar pra Conectar, na Serra da Mantiqueira

Por Catherine von Buettner*

mantiqueira

Quem vive em uma cidade grande como São Paulo, acaba muitas vezes adotando um ritmo de vida acelerado. Estamos o dia todo com pressa, querendo resolver tudo ao mesmo tempo e desejando que o dia tenha no mínimo 30 horas. Assim, os dias voam, os meses correm rapidamente e não estamos presentes e focados no momento presente. Foi vivendo neste ritmo que decidi parar e refletir. Era o momento de viver a vida de uma maneira mais leve, fazendo uma coisa de cada vez, colocando energia em cada ação e estando presente nela. E assim fui para as montanhas, onde me sinto em casa. Fui desconectar da cidade para conectar com a Natureza e comigo mesma.

mantiqueira-dois

Viajar não é simplesmente conhecer um lugar novo, relaxar e mudar a rotina. É a oportunidade de estar consigo mesmo, de olhar pra dentro e refletir, principalmente quando vamos sozinhos. O propósito muda, nos tornamos mais presentes e focados em nós mesmos e nossas decisões não são influenciadas pelo outro. O ato de observar o que está ao seu redor se torna mais aguçado.

mantiqueira-tres
Muitas das respostas sobre as tantas dúvidas da vida encontrei na Natureza, sozinha. E assim, parti para uma das regiões mais belas e especiais que conheço, a Serra da Mantiqueira. O ar puro, a paisagem acalmante e o verde por toda a parte trazem uma paz de espírito perfeita. A imersão nas montanhas começou com um final de tarde mágico com vista para a Pedra do Baú…lindo!

mantiqueira-quatro

No dia seguinte, levantei cedo com os pássaros e fui meditar em uma pedra. Ouvir e observar todos os sons da Natureza e agradeci. Agradeci por estar presente no momento presente, de ter a oportunidade de estar comigo mesma, de me permitir. E isto é algo muito importante!

mantiqueira-cinco
Depois do café, longas caminhadas pensando na vida e respirando profundamente. Os pulmões e a mente agradecem. Aproveitei para tirar fotos de flores e plantas, que eu adoro e que sinto ser uma terapia para a alma.

mantiqueira-seis
mantiqueira-sete
mantuqueira-oito

E mais tarde, colhendo couve e feijão orgânicos com o Francisco.

mantiqueira-nove

mantiqueira-dez

Em Campos do Jordão recomendo uma tarde com café & delícias no bistrô Sans Souci, um dos estabelecimentos mais lindos da cidade, na minha opinião. Sans Souci significa “sem preocupação”, e é esta idéia que eles transmitem. Sentar no terraço curtindo um café e lendo um bom livro, que delícia. Os pequenos detalhes preciosos da vida.

cathy

manti-1

manti-dois

manti-tres

manti-quatro

mant

manti-cinco

Aproveitando minha visita pelo centro de Campos, fiz um tour com a artista plástica Veronick Arruda, que tem sua arte espalhada por toda a cidade. Suas pinturas se tornaram praticamente uma característica do lugar, e transmitem muito amor e dedicação. Sem dúvida, um exemplo de alguém que faz o que gosta.

manti-seis

manti-sete

manti

manti-oito

mantii

campos

camp

A sensação ao voltar para casa é de plenitude, calma e agradecimento. E assim se inicia um novo ciclo, com mais autoconhecimento e força para seguir em frente. Permita-se, desconecte para conectar.

Quer mais dicas e ajuda para organizar uma viagem para a Mantiqueira? Escreva para [email protected]

catherine

*Catherine von Buettner é reponsável pelo blog Meu Mundo Viajando e faz roteiros personalizados para todos os gostos e bolsos.
Email [email protected]
Telefone / Whatsapp +55 11 99816 8288

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?