Deixando ir

Por Thiago M. Dantas*

Refletindo ultimamente a respeito de tudo o que estamos vivendo, consigo chegar a uma conclusão bem clara: Algo terminou. Um ciclo está se completando, seja ele um casamento, uma sociedade, um jeito de fazer, uma fórmula de sucesso. It´s done! E não há nada que possa ser feito a não ser deixa ir.

Mas como deixar ir algo que me ajudou a construir aquilo que sou hoje? Como deixar amigos, parceiros, um relacionamento, como fingir que tudo isso não existiu?

Se pensarmos de forma lógica, é simples: Se terminou, algo novo precisa começar. Mas definitivamente não é assim que funciona.

Somos seres humanos aprendendo a amar. E a principal ferramenta que temos ao nosso favor são os relacionamentos. Através dos relacionamentos, conseguimos enxergar aspectos mais profundos do nosso “Ser”, porque o outro espelha aquilo que somos, tanto a nossa sombra quanto a nossa luz. E isso faz com que a arte do se relacionar se torne uma incrível aventura da vida, que nos faz sorrir, chorar, sofrer e se alegrar, tudo ao mesmo tempo. E isso torna cada situação especial, porque estamos vivendo a aprendendo.

Portanto, é natural que neste momento, estamos resistindo à mudança. Porque estamos apegados a tudo o que passou. Estamos apegados aos ótimos momentos que passamos juntos e também a nossa tragédia, que durante tanto tempo, foi a música tocada na vitrola. “Estou sozinho” ou “Isso não é pra mim” ou até mesmo a famosa frase “Eu não consigo”.

Pois é, desapegar dói. Dói de verdade, porque dilacera o falso mundo que criamos para nós, destrói as expectativas que um dia tivemos de que talvez tudo seria para sempre. Felizmente não é assim que a vida se desenrola. Tudo muda e continua mudando e, se prestarmos atenção com mais presença, poderíamos pelo menos nos fazer duas perguntas:

Qual será o novo que está querendo chegar em minha vida neste momento? O que estou me negando a aprender que está impedindo este novo de chegar?

Para obter esta resposta, alinhe a coluna, respire fundo e, com coragem, se atire no mar da incerteza, porque só a verdadeira experiência é que vai nos trazer esta resposta. Deixemos ir e que venha o novo com fé e amor no coração.

Vamos juntos!

*Thiago M. Dantas, Co-fundador e sócio da Dharma Academy. Atua como inCoach e consultor de “Negócios com Propósito”. Ministra Programas de Autodesenvolvimento voltados ao Autoconhecimento, Transição de Carreira, Propósito de Vida e Prosperidade.

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?