Cuidando do ser

Por Thianne Martins*

A contribuição do Eneagrama para uma vida mais equilibrada

Meu caminho de autoconhecimento começou bem cedo, desde a adolescência me interessava por estudar a espiritualidade e o comportamento humano, mas foi em 2010 que conheci o Eneagrama.

No início me apaixonei pela precisão com que ele me descrevia: a forma como eu percebia o mundo, sentia, o que me motivava… foi uma imensa descoberta, especialmente a compreensão sobre os caminhos que levavam ao equilįbrio ou ao desequilíbrio.

Mais tarde, quando escolhi cuidar de pessoas através da psicoterapia e do coaching, a sabedoria do Eneagrama foi se descortinando a cada dia, diante dos meus olhos, ampliando minha visão e me dando novos caminhos para ajudar meus clientes.

E todos os dias aprendo mais.

Este antigo sistema de mapeamento da consciência humana é, essencialmente, um instrumento de compaixão. Compaixão por si e pelos outros. E vou explicar porque.

O Eneagrama é uma sabedoria de mais de 4 mil anos, cuja origem remonta às antigas civilizações do Oriente Médio e que foi estudada por diferentes povos, dos místicos Sufi, passando pela Grécia de Platão, pelo Egito e pelos antigos terapeutas da época de Cristo.

A aplicação deste sistema é tão ampla que sua linhagem veio sendo costurada passando por inúmeras civilizações, de compreensões religiosas diferentes, permeando o raciocínio de pensadores a místicos.

E nos dias de hoje, a compreensão dos perfis de personalidade pelo Eneagrama é aplicada tanto no âmbito terapêutico e do autoconhecimento, como nos ambientes organizacionais no desenvolvimento de líderes e equipes.

Para mim, esta imensa linhagem de mestres e a sabedoria acumulada em milênios faz com que confie mais e mais.

A partir da observação das leis da natureza e seus ciclos, o Eneagrama trouxe a compreensão da mente humana.

A figura representa os 9 perfis ou eneatipos, que podem ser entendidos como 9 personalidades… Mas o Eneagrama é muito mais profundo do que isso.

Cada ser humano vem para este mundo com uma essência a ser manifestada e, a partir das características essenciais, vai construindo sua personalidade ou tipo.

Na dinâmica da mandala, que é o nosso caminhar na jornada da vida, experimentamos transitar pelos diferentes eneatipos, podendo acolher seu lado sombrio ou seu lado mais iluminado.

Por isso, os números são ligados entre si, simbolizando os caminhos de desequilíbrio ou de equilíbrio, permitindo olharmos melhor para nós mesmos e compreender porque fazemos as escolhas que fazemos… e a partir daí escolher conscientemente… Nutrir com consciência nossos caminhos de equilíbrio, saúde, de relações mais harmoniosas e dar vazão à energia de nossa essência, que nos faz florescer na nossa máxima capacidade como seres humanos.

Assim, o Eneagrama é um instrumento de compaixão conosco mesmos e com os outros.

Compreendendo não só o seu próprio eneatipo, mas também os das outras pessoas, é possível ter um olhar menos julgador e mais amoroso… o Eneagrama nos ancora na nossa humanidade: somos todos um, representados no grande círculo que une as nove pontas nesta mandala.

Nesta série de textos e vídeos para o Nowmastê, vou contar sobre os 9 eneatipos, suas caminhadas nas dinâmicas da vida e, com muito prazer, compartilhar a minha paixão pelo Eneagrama e a gratidão por todos os mestres vêm mantendo vivas a sabedoria, o mistério e a beleza da vida e do Universo, representadas por esta figura.

A Thianne oferecerá o curso “Eneagrama para coaches e terapeutas”, a partir de 17 de janeiro, em São Paulo. Saiba mais clicando aqui.

*Thianne Martins trabalha com o despertar da sensibilidade humana, ajudando pessoas a equilibrar sua vida com a intensidade do mundo em rede.

Acredita que o novo mundo demanda uma nova forma de relação, baseada na delicadeza e que grandes transformações ocorrem e se sustentam a partir deste olhar.

É facilitadora e designer de processos de aprendizagem em grupos, coach e terapeuta, baseando seu trabalho na Psicologia Transpessoal – uma abordagem que considera os aspectos desafiadores e os aspectos saudáveis do ser humano e propõe estímulos para seu pleno florescimento, valorizando a expansão da consciência como caminho de autoconhecimento.

Utiliza também o Eneagrama – um sistema dinâmico de mapeamento da consciência; os processos conversacionais – Art of Hosting – para criar ambientes de confiança e as qualidades terapêuticas da arte através das mandalas.

Co-fundadora da cuidadoria, organização que tem como propósito transformar o mundo do trabalho pelas relações, desenvolvendo líderes evolutivos, que naveguem com maestria na complexidade e sejam atuantes na construção de uma cultura do cuidar.

Montanhista amadora, busca trazer ao seu cotidiano e trabalho a sabedoria e o potencial curativo da natureza.

“O terapeuta cuida. A natureza cura.” Jean-Ives Leloup

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?