Lendo agora
Crise: a dor que nos desperta para recomeçar

Crise: a dor que nos desperta para recomeçar

Nowmastê

Woman To Be apresenta Fernanda Procópio Cajado em CRÔNICAS DA VIDA, falando sobre Crise e Recomeço

crise

Hoje contarei a história de Aurora. Ela nasceu em 1941, época em que o mundo caminhava a passos lentos, e que as mulheres tinham um mesmo porquê: cuidar da casa, do marido e dos filhos. Era um denominador comum em sua geração e Aurora seguiu sua vida bem, mesmo dependendo do marido para quase tudo. No auge dos seus 73 anos uma crise violenta bateu a sua porta: Os negócios de seu marido começaram a ruir, ele faliu e  acabou com a própria vida. Aurora chorou por 3 meses sem sair da cama. Sentia dor, ressentimento, incompreensão, medo e muita pena de si mesma.

Porém, não depois de 360 dias, numa bela manhã, levantou-se e decidiu amanhecer para  novas possibilidades… Vendeu o que pôde e mudou-se para o campo. Junto a natureza, animais e plantas, as suas leituras, orações e terapias começaram a fazer efeito.

Numa tarde com céu azul de primavera, colocou anos de sentimentos bons e ruins para fora ao escrever uma carta de dez páginas para seu finado marido. Sentiu-se quase aliviada.

Foi até a varanda, olhou para o céu; agora negro e estrelado
Abriu um vinho, tomou coragem; Leu a carta em voz alta!
Disse-lhe tudo! Esvaziou-se!

Agora dor e culpa não eram mais suas! Foram-se na noite fria. Foram-se rápido, como a estrela cadente que ela viu rasgar o céu quando acabava de ler a carta.

Eram os sinais da natureza dizendo para seguir em frente, recomeçar!

Mas começar a vida aos 74 anos? Como assim? Recomeçar agora, na última parte? Não poderia ter sido aos 47, 56 ou até  aos 65 anos?

Falência, suicídio, desamparo e solidão. A crise ter chegado tarde,  de forma tão violenta e sem avisar, não foi sua escolha, mas foi seu o arbítrio da livre decisão de como reagir ao que a vida trouxe.

Não queria de jeito nenhum ser um peso ou preocupação para seus filhos. E não aceitava que seu marido levasse com ele a alegria e vontade de viver que ela sempre teve.

Aurora deixou cair as lágrimas de tudo aquilo que não lhe cabia ou sustentava mais e despediu-se das verdades que foram suas por sete décadas. Queria e precisava renascer!

Foi quando sentiu – na noite escura – uma brisa,  com aroma e o frescor do novo: o caminho daqui pra frente, seria o de descobrir e decodificar as novas possibilidades! Pois se havia uma razão para tudo aquilo, haveriam também novas portas para se abrir …

Seu coração lhe dizia que apesar dos limites de sua idade muito ainda podia ser feito, descoberto, criado ou inventado.
Então, aos poucos e em seu silencio diário, insights e ideias, vindos  do coração e da mente, chegavam como imagens e possíveis caminhos se manifestando.

Aurora, mulher antiga, sentia-se agora contemporânea: tinha um novo olhar! E se isso era mesmo possível, sua história seguiria um caminho nunca antes imaginado.

Ainda na noite escura e estrelada ela volta para casa e vai ter com seu espelho: Cara a cara  com ele num  olhar franco e confiante de quem agora se vê; Solta e penteia os cabelos, borrifa seu perfume preferido e segue direto para debaixo de seu macio edredom. Ali se entrega ao melhor sono de seus quase 75 anos…

É o sono dos justos, dos corajosos e ousados. Um sono profundo porém com leveza…sono dos que não tem angustia ou pressa, dos  que esperam apenas pelos  próximos raios

… da nova, novíssima Aurora!

Fernanda Procópio Cajado

*Fernanda Procópio  Cajado é cronista e publicitária. Atuou nas áreas de Fotografia, Cinema, Vídeo e Relações Públicas. Viveu por anos no Sul da Bahia onde conviveu com diferentes realidades sócio-culturais, o que intensificou sua essência de observadora. Em suas crônicas aborda as verdades, incertezas e buscas do ser humano. Fernanda participa do grupo TPM, um grupo de discussão feminino organizado pela empresa Woman To Be e, a partir dos temas discutidos,desenvolve textos como esse que você leu. Gostou? Deixei seu comentário e  acompanhe aqui que terão muitos outros.

Seu e-mail é: [email protected]

woman to be

A Woman To Be é uma empresa de coaching para mulheres que buscam a autorealização através de escolhas mais assertivas para alcançar o equilíbrio em todas as áreas da vida. Os programas desenvolvidos e aplicados com metodologia própria Woman To Be proporcionam condições para que a mulher seja a grande líder e protagonista de sua própria história. Saiba  mais: www.womantobe.com.br

 

Veja comentários (2)

Deixe uma resposta

Vá para cima