Conquistando nossos objetivos com o auxílio das essências florais e das microresoluções

Por Valquiria Rita Geraldini*

A foto foi realizada pela Valquiria e as cartas pertencem ao jogo de cartas Resoluções de Ano Novo da autoria de Paulo Tadeu publicadas pela Editora Matrix.

Sou uma apaixonada por livros. Nada me faz tão bem como o prazer de uma boa leitura!

Na minha última ida à livraria, encontrei em uma das prateleiras um título que chamou minha atenção: Pequenas Atitudes, Grandes Mudanças de Caroline L. Arnold publicado pela Editora Sextante. Ao observar suas páginas e ver do que se tratava, gostei do tema proposto: uma reflexão sobre os motivos pelos quais nossas resoluções fracassam inclusive as resoluções de ano novo (que já nesta época do ano começam a ser abandonadas ou programadas para um tempo futuro que nunca chega) e ensinando a converter amplos objetivos pessoais em microresoluções.

No livro, a autora define microresoluções como um compromisso poderoso e compacto que se assume quando há intenção de mudar certo tipo de comportamento gerando benefícios imediatos.

A microresolução serve para reformular uma atividade que funcione no piloto automático e requer pouca força de vontade para obter êxito. Na prática funcionaria da seguinte forma: vamos supor que você queira perder peso, mudar hábitos alimentares pode não ser tão fácil mas somente eliminar os petiscos e guloseimas que come no período da tarde ou até mesmo substituir por um petisco mais leve pode ser uma microresolução mais fácil de ser cumprida uma vez que ações drásticas tais como dietas radicais quase sempre acabam em fracasso mas uma mudança discreta e significativa no comportamento sempre conduz ao sucesso se receber foco suficiente.

Além de mudar hábitos alimentares podemos também especificar microresoluções a fim de alcançarmos outros objetivos. Entre eles: ser mais organizada, poupar dinheiro, melhorar a comunicação com parceiros amorosos e de trabalho entre outros.

A autora ainda orienta selecionar apenas duas microresoluções de cada vez pois por menor que seja uma mudança de comportamento, ela deve ser seguida com rigor e força de vontade. Um novo hábito só se estabelece por meio da repetição constante, e isso exige concentração e esforço.

Dentro da Terapia Floral, existem diversas essências florais que podem auxiliar no cumprimento das microresoluções. Do Sistema de Florais da Califórnia criado pela Patricia Kaminsky e por Richard Katz podemos citar Blackberry e Tansy. Blackberry auxilia a colocar as idéias em ação, despertando a vontade de manifestar as próprias visões e Tansy para pessoas agirem com base naquilo que sabe que precisa ser feito superando a letargia e os profundos bloqueios emocionais à verdadeira energia da pessoa.

Do Sistema de Florais de Bach criado pelo médico inglês Edward Bach podemos citar Larch que é indicada para quem protela a ação por medo do fracasso ou por falta de autoconfiança.

Os florais não possuem contra indicação e podem ser utilizados por pessoas de qualquer idade inclusive bebês. Podem ainda ser usados como coadjuvante com qualquer outro tratamento que seja necessário. São encontrados nas boas farmácias de homeopatia e manipulação do país. Normalmente são utilizadas tomando-se 4 gotas 4 vezes ao ao dia.

*Valquiria Rita Geraldini é uma eterna otimista que acredita no lado bom das pessoas. Terapeuta Floral, Escritora, Instrutora em Visualização Criativa, Practitioner em Florais de Bach registrada no Bach Foundation da Inglaterra. Participou também do Programa de Formação em Terapia Floral pela Flower Essence Society (FES – Califórnia). Atende crianças, adolescentes e adultos. Realiza consultas online.

Contato: [email protected]
Site: www.harmoniaesaude.com

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?