Lendo agora
Conheça quatro sites que abrem espaço para troca de serviços entre seus usuários gratuitamente

Conheça quatro sites que abrem espaço para troca de serviços entre seus usuários gratuitamente

Nowmastê

 Por Patrícia Giuffrida para Instituto Akatu

 gentilezaCCsites

Crédito de imagem: Creative Commons/Roberlan Borges

Já pensou em participar de uma rede social em que o foco é ajudar uns aos outros de graça, fazer doações e trocas de serviço e promover a solidariedade? Pois saiba que já existem alguns projetos bem bacanas. Participar deles é uma forma de contribuir para a construção de uma sociedade sustentável focada no bem-estar.

Um desses projetos é a da modelo e atriz britânica Lily Cole. Ela criou o site Impossible, que tem como objetivo trocar gentilezas entre as pessoas. Existe há pouco mais de um ano e já conquistou usuários em mais de 70 países, inclusive no Brasil.

Para participar, o internauta deve se cadastrar no site e informar quais são suas habilidades e o que ele pode oferecer aos outros. Alguns exemplos são tirar dúvidas de inglês ou ensinar a tocar instrumentos musicais. Em seguida, o usuário pode incluir seus desejos e o que ele gostaria de receber das pessoas. Você pode pedir, por exemplo: “Quero aprender a dançar. Alguém pode me ensinar?”. Só não vale solicitar dinheiro e conteúdo sexual ou violento. No site, os usuários que ajudam os outros recebem um “obrigado”, uma espécie de moeda virtual da rede. Um dos lemas do Impossible é “Um obrigado vale mais que mil curtidas”.

Outra rede social que segue um modelo parecido com a Impossible é a Bliive, criada pela brasileira Lorrana Scarpioni. O mote do site é “Colaboração é a nova revolução – uma nova forma de viver experiências e compartilhar o que você tem de melhor”.

Na Bliive o usuário pode oferecer uma experiência, por exemplo, uma aula de guitarra durante uma hora. Em troca, recebe uma TimeMoney, a moeda de troca da rede. Com ela é possível usá-la como crédito para participar de outras atividades oferecidas no site. Já foram ofertadas cerca de 68.700 horas de experiências!

Mais um exemplo é a plataforma virtual Timerepublik. Ela também substitui o uso do dinheiro pelo tempo para se obter e oferecer serviços. O portal funciona a partir da combinação de créditos de tempo.

Quando um internauta presta um serviço para outro usuário, ganha a mesma quantidade de horas utilizada para obter um outro serviço. São mais de 60 mil talentos compartilhados em 110 países. O portal contém um vídeo que explica como participar da rede. 

Quer mais uma dica? Conheça o Cinese, um portal que permite organizar encontros, como um passeio de bicicleta no centro da cidade, e aulas sobre variados assuntos. Cinese vem do grego, kínesis. Significa movimento, mudança, agitação da alma. Ou seja, o objetivo da rede é colocar as pessoas em movimento através do aprendizado.

O portal, que já conta com cerca de 9.500 cadastrados, realizou 936 encontros. Nada é cobrado pelos eventos. O pagamento é opcional e a ideia é que as pessoas contribuam com o valor que desejarem para ajudar na manutenção do site.  

Via www.akatu.org.br

 

Vá para cima