Lendo agora
Como o Yoga pode ajudar na falta de concentração

Como o Yoga pode ajudar na falta de concentração

Ciro Castro

Atualmente muitas pessoas reclamam sobre a dificuldade para se concentrar nas tarefas do dia-a-dia. Excesso de compromissos e informações, muitas vezes vindos das infinitas mensagens das redes sociais, atrapalham e frustram aqueles que não conseguem completá-los, e incomodam desde crianças até adultos. Quem sofre com este problema sabe que focar em uma simples tarefa pode exigir um enorme esforço.

Muitas podem ser as causas deste problema, como estresse, tensão, depressão, alimentação, fadiga e assim por diante. Conhecer a origem do problema é essencial para controlar a mente nesses momentos de desatenção. Como o Yoga pode me ajudar na falta de concentração?

O Yoga é uma prática milenar oriunda da Índia que tem como objetivo o autoconhecimento. Ou seja, o Yoga nos auxilia a reconhecer nossas próprias características e tendências, nos mostrando aquilo que temos de positivo e também aquilo que ainda devemos melhorar e desenvolver.

Quem ainda não conhece a prática corre o risco de confundi-la apenas com uma ginástica ou um alongamento. Na verdade o Yoga vai muito além disso. Durante a aula aprendemos a respirar de maneira apropriada e a focar nossa mente no momento, no aqui e agora. Assim, com o passar do tempo, logo aprendemos a estar presentes apenas na prática, com atenção plena na respiração e nos movimentos executados.

Além dos benefícios físicos, o Yoga traz muitas qualidades ao ser humano. Ele desenvolve saúde integral, melhorando as taxas sanguíneas, capacidade cardiovascular, qualidade do sono, sensação de bem-estar e autoconfiança. Por consequência, as questões citadas no início do texto como estresse, ansiedade e falta de concentração tendem também a desaparecer.

Tenha em mente que a concentração é a base do Yoga, e por isso, praticá-lo é também desenvolver nossa capacidade de nos concentrarmos nas atividades cotidianas. Procure um bom professor em sua cidade e comece a praticar. Existem práticas com variados níveis de intensidade, e certamente uma vai ser perfeita para você.

Veja comentários

Deixe uma resposta

Vá para cima