Chocolate: sabor e saber

Nowmastê

Por Ana Lucia Drechsler*

cacau

Filhas da floresta. As amêndoas que recheiam o cacau percorrem um amplo processo que vai da fermentação até moagem e são transformadas em uma iguaria superlativa e única: o chocolate.
Saboroso e nutritivo o chocolate cria uma tempestade de emoções que, por mais que procure, não encontro palavras para traduzir.

Como dizia Drummond: “chocolate contêm poesia”.

Mas não é só poesia, os pesquisadores e cientistas (benditos sejam) já chegaram a conclusão que o consumo do chocolate escuro é benéfico para saúde. Previne contra doenças cardiovasculares, protege contra inflamações, melhora o raciocínio e tem poder antioxidante. Sensorialmente traz bem estar, prazer e melhora o humor.

Vale ressaltar que esses ganhos só são adquiridos se o consumo for consciente, moderado e com o autêntico chocolate: o amargo de pelo menos 70% (à partir de 85%, melhor ainda), feito com cacau de qualidade e orgânico.

Se você não está acostumado a essa rara nuance mais amarguinha, insista. É treino. Logo seu paladar vai ficar descondicionado do gosto do açúcar e apreciar as preciosas características do cacau. Sem falar que nosso corpo é inteligente, vai sentir a diferença e preferir a versão saudável e nutritiva.

Sabe o que é mais curioso? Como o cacau necessita de sombra para se desenvolver, a floresta nativa que circunda seu plantio é preservada. Além de não agredir o meio ambiente ele ajuda a natureza se recompor.

Não é à toa que Theobrama cacau, nome científico do cacaueiro, significa alimento dos deuses.

cacau

Ana Lu
*Ana Lucia jornalista, pós graduada em moda e com formação em Yoga. Casada, três  filhos. Brasileira e há quatro anos mora na Alemanha. Escreve no Blog Cotidiamo.

 

Vá para cima