Asanas para o bem – guia de posturas de Yoga – Niralamba Sarvangasana

“Lembre-se que não pode existir saúde sem doença nem doença sem saúde. Reconhecer esse par de opostos dançando como uma oscilação da sua energia vital já é um caminho. A prática regular dos yogasanas (posturas) pode te ajudar nessa compreensão, que deve se dar não pela sua racionalidade, mas pelo seu próprio corpo.” Sandro Bosco

O guia Asanas para o bem é uma colaboração do professor Sandro Bosco para o Nowmastê. Ele está sendo formado com muito carinho asana por asana e é um verdadeiro presente para todos nós que estamos nesse caminho do Yoga e queremos que a nossa prática seja cada vez mais profunda e delicada. Esperamos que você curta. ;-)


Niralamba Sarvangasana,

– As posturas invertidas formam uma família de asanas muito generosos com a nossa saúde física e mental porque todos eles trazem muitos benefícios. No entanto, como tudo tem dois lados, as invertidas pedem cuidados fundamentais com os ombros e pescoço que outras posturas não pedem. Para entender melhor é só observar que a natureza nos deu pés, pernas e coxas fortes para sustentar o peso do nosso corpo. Talvez por isso o maior grupo muscular – quadríceps – está nas coxas e isso já justifica bastante a função dos membros inferiores na mobilidade e sustentação do corpo. Pelo mesmo entendimento vamos encontrar na coluna vértebras mais grossas na parte de baixo, próximas à bacia. Quando viramos de cabeça para baixo é a coluna vertebral no pescoço que sofre a ação da força da gravidade com maior intensidade e são as frágeis vértebras cervicais que, comparativamente às demais, são menores e mais delicadas. É quando as nossas pernas e pés passam a funcionar pelos braços e mãos e aí importa muito saber como utilizá-los.

Alguns benefícios do Sarvangasana: fortalecimento do sistema nervoso, equilíbrio no funcionamento do sistema de glândulas endócrinas, revigoramento do sistema digestivo e venoso e tantos outros. Para que possamos obtê-los sem prejudicar a coluna – cervical – nosso primeiro ingrediente dessa receita é um apoio para os ombros e parte do pescoço (veja foto) para que fiquem mais altos do que a cabeça uns dois a três centímetros, o que pode variar um pouco, dependendo da pessoa e condição física. Esta postura da foto é a mesma que já publicamos anteriormente aqui na coluna “Asanas para o Bem”, só que com uma substancial diferença das mãos, nesse caso, não estarem apoiando as costas e sim esticadas juntas com os braços para cima.

Essa variação da posição das mãos e braços é que a batizou de Niralamba Sarvangasana. No sânscrito, língua de origem do yoga, Niralamba significa sem apoio e Sarvanga todas as partes do corpo. O Niralamba requer mais experiência na prática do yoga e pede que você faça força contínua com os pés, pernas e coxas, para levanta-los para cima todo o tempo. Fazendo isso, você alivia o peso sobre os ombros, pescoço e cabeça e mantém uma necessária estabilidade na permanência. O praticante potencializa os efeitos positivos dos asanas no corpo e na mente com alinhamento e aumentando gradativamente a permanência. Para isso, nesse asana, leve os pés ao mesmo tempo para cima e para trás para que o peso seja transferido mais e mais da cabeça para os ombros. Vale sempre dizer que Sarvangasana é a “mãe dos asanas” porque assim como ela nutre o bebê, essa postura nutre todo o metabolismo.

Recomendo que você passeie nessa coluna para ler ou reler as informações do Salamba Sarvangasana (publicado lá em cima) para aprender mais e entender melhor essa que é com certeza uma das posturas “Top Five” que habitam o vasto reino do Hatha Yoga.

+ sobre o professor Sandro Bosco? Entra aqui, Instagram aqui e Youtube aqui.
Siga Asanas para o Bem no Instagram com #guiadeposturas 

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?