Lendo agora
Armadilhas do ego

Armadilhas do ego

Nowmastê

Osho

“Se você acha que é mais “espiritual” andar de bicicleta ou usar transporte público para se locomover, tudo bem, mas se você julgar qualquer outra pessoa que dirige um carro, então você está preso em uma armadilha do ego. Se você acha que é mais “espiritual” não ver televisão porque mexe com o seu cérebro, tudo bem, mas se julgar aqueles que ainda assistem, então você está preso em uma armadilha do ego. Se você acha que é mais “espiritual” evitar saber de fofocas ou noticias da mídia , mas se encontra julgando aqueles que leem essas coisas, então você está preso em uma armadilha do ego. Se você acha que é mais “espiritual” fazer Yoga, se tornar vegano, comprar só comidas orgânicas, comprar cristais, praticar reiki, meditar, usar roupas “hippies”, visitar templos e ler livros sobre iluminação espiritual, mas julgar qualquer pessoa que não faça isso, então você está preso em uma armadilha do ego. Sempre esteja consciente ao se sentir superior. A noção de que você é superior é a maior indicação de que você está em uma armadilha egóica. O ego adora entrar pela porta de trás. Ele vai pegar uma ideia nobre, como começar yoga e, então, distorce-la para servir o seu objetivo ao fazer você se sentir superior aos outros; você começará a menosprezar aqueles que não estão seguindo o seu “caminho espiritual certo”. Superioridade, julgamento e condenação. Essas são armadilhas do ego.” ✦# Mooji

Veja comentários (3)
  • Uma dúvida: se uma pessoa sair do convívio de um grupo para ir até outro que trará uma edificação espiritual que o primeiro não oferece significa “menosprezar aqueles que não estão seguindo o seu ‘caminho espiritual certo'”?
    Defender uma causa como o vegetarianismo seria uma forma de demonstrar superioridade?

    • Não mesmo!! Mas não diz respeito a esse texto. Na verdade, se sente superior àquele que julga a vida dos outros, que aponta o dedo e diz que a sua verdade prevalece. Saibamos respeitar as diferenças, façamos escolhas conscientes. Sejamos mais tolerantes, amemos mais e julguemos menos!

    • As pessoas seguem suas afinidades e geralmente buscam aquilo que as fazem sentir melhor. O que não quer dizer que o ambiente ou grupo de pessoas que ela frequenta seja melhor ou pior que outros grupos. Cada pessoa se sente bem de um jeito, e a edificação espiritual se da principalmente pela intenção pessoal.
      Defender uma causa mostra apenas que você se sente melhor assim. Desde que não aponte aqueles que não a defendem como errados.
      O texto coloca como “armadilhas do ego” pessoas que defendem a causa como único e exclusivo caminho para tal edificação e se julgam melhor que aqueles que não a praticam

Deixe uma resposta

Vá para cima