Lendo agora
Amar o amor

Amar o amor

Rubia Iana Machado

Independente de qualquer coisa. Independente do passado. Independente dos questionamentos sobre o futuro. Ame o amor, agora, no presente. Ele existe. Ele está disponível. Você pode encontrá-lo e senti-lo de muitas formas. E eu desejo que você encontre, sinta e não largue, independente de qualquer coisa. O caminho do coração é amar o amor. E quando cuidamos do coração nosso sistema imunológico fica fortalecido.

Curar-se de tudo que já foi, de todos que passaram, de tudo que aconteceu, de tudo que machucou, de tudo que não é mais e não está mais. Curar-se de tudo que não é amor. As pessoas, em todas as formas de relacionamentos, ficam em nossas vidas o tempo necessário e oferecem o que podem e sabem. E está tudo certo para nossa evolução. Por mais desafiador que algo tenha sido, você não seria você se não tivesse acontecido. Tudo foi necessário para formação do teu ser. E o amor é o caminho da cura. Muitas vezes o caminho será escolher o amor-próprio e seguir. Seguir honrando a própria história e agradecendo por estar aqui nessa vida, evoluindo e amando acima de tudo. Você pode curar e viver sua história com muito amor. Esteja aberta(o) para vivenciar.

Não escolha o que é conveniente, escolha o que te faz bem. O amor está aí, está disponível. Basta enxergar bem. Basta escolher bem. E se ao teu redor você não enxergar e por algum motivo não estiver recebendo, dentro de ti há muito, há tanto e você está aqui para sentir e se conectar. Para se sentir amada(o), primeiramente, por você mesma(o). Para ser a tua melhor companhia, em um dia de chuva, para apreciar um bom chá, café ou vinho, desfrutar de um dia de sol, ver um filme, fazer delícias na cozinha. É em primeiro lugar por você e para você. Então, quando você estiver apreciando a tua companhia e escolhendo a tua companhia o nível e o perfil de relacionamento com todos muda. Você está oferecendo a si mesma(o) o melhor. Vibrando o melhor. E é assim que o amor transborda e você compartilha esse amor que está aí dentro, vibrando alto, bem vivo.  

Não interessam as opções ou convites, interessa se você quer. Interessa se a companhia do outro será melhor companhia do que a tua própria. Interessa se há vontade, verdade, reciprocidade e sincronicidade. Se há, vá fundo! Se não há, a resposta do teu coração deveria ser escolher você, se não for, questione-se! Tente perceber o motivo pelo qual se expõe a situações e pessoas que não lhe fazem bem, gasta teu tempo e tua energia com algo em desarmonia com o que você acredita e quer. Há dias que nada, nem ninguém, vai superar a conexão e a intimidade que temos com a nossa própria companhia. Seja leal e amigo de si mesmo, seja intuitivo e comprometido consigo mesmo. Suas ações devem estar em harmonia com o que deseja. Isso quer dizer, tuas escolhas devem estar em sintonia com teu coração.

Coloca praticidade na tua vida. Flui, flui, não flui, não flui. Vale para tudo, para todos os relacionamentos. Mas isso não muda o que você oferece, sempre será amor. Mesmo que a escolha seja manter uma distância saudável, é por amor e com amor. Que o amor seja a base da tua vida, para você mesmo e para o outro. Escolha o amor, seja amor e escolha as pessoas recheadinhas de amor.

Veja comentários

Deixe uma resposta

Vá para cima