Lendo agora
Ah, Virada Sustentável. Adoro ver-de. – Por Renata Piazzon

Ah, Virada Sustentável. Adoro ver-de. – Por Renata Piazzon

Nowmastê

28 a 31 de agosto – Um roteiro imperdível por Renata Piazzon, advogada ambiental

Ah, Virada Sustentável. Já é a quarta vez que eu me programo para o seu encontro e você está cada ano mais linda. Para quem não sabe, a Virada Sustentável, idealizada por André Palhano, é uma mobilização colaborativa para a sustentabilidade no Brasil. Como os programas são muitos e para todos os gostos (biodiversidade, resíduos, água, cidadania, mobilidade urbana, mudanças climáticas, economia verde), farei aqui a minha sugestão de roteiro imperdível de quinta a domingo. Independente da escolha, participem! Afinal, não é sempre que nós, paulistanos, aprisionados pela vida insana na cidade cinza, temos a oportunidade de respirar o verde em todas as esquinas.

Dia 1 – 28/08

Chegou! Chegou o dia que traz a alegria a nós apaixonados por meio ambiente, desenvolvimento sustentável e ações sociais. Para começar, Gam Yoga, às 7h, na Vila Madalena. Depois de meditar e respirar, duas opções. Se a sua maior preocupação for, como a minha, o lixo gerado nas cidades, vá para a FIESP. O seminário, que começa às 9h, tratará sobre as perspectivas e desafios para a gestão de resíduos sólidos no Brasil. Se a sua paixão for projetos socioambientais de baixo custo, corra para o Museu do Ipiranga, que trará oficinas com os principais projetos do SempreSustentável.

ipiranga

No início da tarde, a partir das 14h, algumas opções incríveis: “ContAí – Alimentos orgânicos e sustentabilidade”, no Centro Cultural São Paulo, “Sustentabilidade e Gestão de Riscos: quem se responsabiliza?”, no auditório da UNIFESP, “Contaí – Cidade, Mobilidade e Espaço Público”, com a Green Mobility, no Centro Ruth Cardoso, “Cidades Sustentáveis, O Futuro no Presente das Águas – O Desafio de São Paulo”, no Auditório do SESCOOP, com The Nature Conservancy (essa será a minha escolha!) e “Yunus Negócios Sociais: criando empresas que nascem para resolver um problema social”, no Design Echos. Para quem não conhece, a The Nature Conservancy, maior organização de conservação ambiental do mundo, possui o Movimento Água para São Paulo (MAPSP), que propõe o equilíbrio hídrico a partir da restauração de matas ao redor dos rios.

A partir das 17h, não perca a roda de conversa com algumas Empresas B, que prometem trazer uma virada sustentável nos negócios do país. O evento será na Pracinha Oscar Freire, com direito a comidinhas da nova febre da cidade – os Food Trucks.

empresa b

Para fechar o dia com chave de ouro, cine na Praça Victor Civita, às 20h. A praça exibirá o documentário “Lixo Extraordinário”, do artista plástico Vik Muniz. Se ainda tiver energia, dê uma passadinha na Estação Vila Madalena do metro para ver a Arte da Caçamba. O artista plástico Luiz Alberto Nunes promete transformar materiais que seriam descartados pelo metro em obras de arte!

Dia 2 – 29/08

Que tal começar o dia plantando árvores? O plantio comunitário será no Parque Belém. Às 10h, “Contaí – Educação e Sustentabilidade”, no Impact Hub Vila Madalena. Nessa roda de conversa o jornalista André Gravata irá expor o livro “Volta ao mundo em 13 escolas – sinais do futuro no presente”.

planteumaarvore

Às 14h, o que será a minha escolha: “Como soluções inovadoras e negócios sociais estão transformando as cidades”, no Itaú Cultural. Participarão do debate Artemisia, Yunus, Fundação Leman e Instituto Alana. Precisa de mais? Como alternativa para os que gostam de iniciativas de moda sustentável, também às 14h, a designer Luana Geiss mostra como desenvolver e incentivar a produção de roupas com baixo – ou nenhum – custo e impacto ambiental, no Centro Cultural São Paulo.

Às 15h, “Sonho e Prática: Como Educar para Estilos Mais Sustentáveis de Vida?”, na Escola São Paulo, com o Instituto Akatu.  Às 16h, na FGV, “ContAí – Economia e Sustentabilidade Empresarial”, uma roda de conversa com pessoas que contribuíram e contribuem para tornar São Paulo uma cidade mais verde. Para quem é alucinado por profissionais jovens que seguiram carreiras ligadas à sustentabilidade, opte pela palestra na Matilha Cultural por um dos fundadores do Atados, às 16h30.

jovemprofissional

No fim do dia, a sugestão é aprender sobre a “Essência de Ser Sustentável”, com Clarissa Medeiros, na Livraria da Vila (às 18h30). Para a noite, não perca mais um filme incrível na Praça Victor Civita: Amazônia Eterna!

Dia 3 – 30/08

Que tal catar lixo no chão, em Paraisópolis, a partir das 9h, como forma de conscientização e educação ambiental? Se o programa for muito para você, vale também começar o sábado com uma pedalada na USP ou no Ibirapuera, também às 9h.

Depois, PicNic comunitário, no Centro Cultural São Paulo, a partir das 12h. Para a tarde, Largo da Batata. O Vire a sua Cidade trará rodas de conversa, atividades lúdicas e culturais e instalações e conexões envolvendo diferentes grupos e pessoas. Vale também dar uma passadinha no MuBE para ver a exposição de fotografia dos catadores de materiais recicláveis.

picnic

Ainda no sábado, das 13h às 18h, o grafiteiro Thiago Mundano vai usar o espaço do Parque Linear Cantinho do Céu para pimpar a carroça de um catador do Grajaú. O projeto faz parte do “Pimp my carroça”, que já tirou centenas de catadores da invisibilidade pela arte e participação coletiva.

Para o fim do dia, a dica é escolher um dos restaurantes do Menu Sustentável!

Dia 04 – 31/08

E por que não começar o dia construindo escolas sustentáveis? A ideia da oficina na Biblioteca São Paulo, em parceria com o Instituto Akatu, é criar um programa de Educação e Sustentabilidade para o consumo consciente. Corra porque as vagas são limitadas! Caso não consiga, uma outra ideia é a Oficina Hortelões Urbanos, no Centro Cultural São Paulo, às 10h ou as Danças Circulares, no Parque da Água Branca, também às 10h.

De lá, vá ao PicNic à moda antiga da Rua Augusta, a partir das 12h. Às 17h, no Ibirapuera: estréia do filme “A Lei da Água (Novo Código Florestal)”. Logo depois, no Auditório do Ibirapuera, a Lala Dehenzelin, uma das pioneiras em economia criativa no país, criará desejáveis mundos novos.

Caso a ideia seja fazer algo mais longe e mais ousado no domingo, seguem duas sugestões:

virada2

1 – Oficina Repórter da Quebrada: no Grajaú, a Escola Estadual Condomínio Carioba Recanto Marisa receberá, das 9h às 13h, a oficina repórter. Os participantes terão noções de “como ser um jornalista” e poderão aplicar o aprendizado na prática ao saírem pelo bairro em busca de notícias relacionadas à sustentabilidade; e,

virada3

2 – Mutirão Conexões Ocupação: o mutirão, das 9h às 17h, pretende limpar e revitalizar as casinhas Ecoativa da llha do Boreré.

Última dica: no Virada Sustentável você pode criar o seu próprio roteiro. Basta clicar no coração existente em cada item da programação! Aproverde! ;)

Vá para cima