5 passos para felicidade no trabalho

Por Gabi Picciotto*

“Felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz estão em harmonia.” Gandhi

A felicidade é um assunto recorrente em todas as esferas da nossa vida. O renomado psicólogo australiano Timothy Sharp – também conhecido como “Dr. Da Felicidade” fez uma simples pergunta para 50 pessoas: “Quais são os três fatores que mais contribuem para a felicidade em seu trabalho?”. As respostas nos trazem bons elementos para reflexão e podem ajudar empresas a contribuírem de forma mais ativa para a felicidade de seus funcionários.

Ao realizar tal estudo, Sharp percebeu uma enorme consistência entre os entrevistados e ao fazer uma análise mais aprofundada, encontrou 5 etapas fundamentais para a tão almejada felicidade no trabalho.

  • Proporcionar liderança e valores

Funcionários de todos os níveis e de uma gama diversa de indústrias, concordam que a liderança é peça chave para a felicidade no trabalho, as pessoas esperam ter líderes inspiradores que passam direcionamentos claros, constroem relações baseadas na confiança e que se preocupam com pessoas.

Além disso, esperam que as empresas tenham valores claros que devem ser respeitados por todos os funcionários, especialmente nos níveis superiores, uma vez em que estes são exemplos para os demais.

No estudo, uma pessoa deu o exemplo sobre um valor em sua empresa de ter equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal e comentou que seu chefe costumava enviar e-mail às duas da manhã.

  • Comunicar com clareza e eficácia

Foi praticamente unânime entre os entrevistados a necessidade de ser passada uma comunicação clara e eficaz, especialmente pelos níveis de gestão das empresas.

Se de um lado isso significa que gostariam que os executivos da empresa passassem diretrizes claras e que elas fossem bem comunicadas para todos os funcionários, também gostariam que o caminho inverso ocorresse, isto é, que as opiniões de todos os funcionários também fossem ouvidas e levadas a sério.

A comunicação é um elemento chave para se estabelecer o respeito e a confiança, além de ser responsável por dar clareza de papeis e responsabilidades.

  • Agradecer

Os funcionários querem ser valorizados como membros da equipe e da Organização, mas também gostam de ser frequentemente valorizados como pessoas. Eles querem ser agradecidos e apreciados por suas realizações. Quando líderes ou colegas parabenizam abertamente outros funcionários pelos seus esforços e conquistas,  todo mundo se sente mais feliz. Ou seja, reconhecer e celebrar são aspectos benéficos para um bom ambiente de trabalho.

Muitas vezes um simples obrigado, já faz muita diferença. O psicólogo Robert Emmons argumenta em seu livro “OBRIGADA!” como  a gratidão aumenta a autoestima e fortalece os laços pessoais, uma vez que traz ganhos em termos de felicidade tanto para o doador como para o receptor.

  • Concentrar-se nos pontos fortes

De forma geral, as pessoas demonstram se sentir mais felizes quando indivíduos e organizações se concentram mais em maximizar seus pontos fortes, ao invés, de se fixar apenas nas fraquezas. Isso contribui para a criação de uma cultura organizacional mais positiva, ajuda na autoestima e motivação dos funcionários.

Os funcionários não esperam que seus pontos de desenvolvimento sejam esquecidos, mas evidenciam que, na prática, o que muitas vezes ocorre é o contrário. As empresas costumam apenas em evidenciar e fazer programas de desenvolvimento direcionados às debilidades de seus funcionários e esquecem de dar importância e reconhecer suas fortalezas. Os entrevistados colocaram que gostariam de programas direcionados a potencializar seus pontos fortes pois acreditam que isso os ajudaria a avançar dentro da Organização.

  • Divertir-se

Por fim, os entrevistados concordaram que a maioria dos locais de trabalho se beneficiaria de incentivar, fomentar e reforçar uma atmosfera divertida, que incentiva humor e diversão.

Cada entrevistado, de uma forma ou outra, pareceu entender a relação entre diversão e produtividade: a de que quando os funcionários estão se divertindo, eles também ficam mais energizados. E quando as pessoas estão felizes e energizadas, o clima geral fica mais agradável e a predisposição para uma dedicação e esforço extra é ainda maior. Não por acaso, empresas com Google e Facebook procuram colocar em seus locais de trabalho diversos elementos para propiciar momentos de diversão aos seus funcionários.

Caso você esteja em busca de um trabalho com mais sentido e tenha vontade de empreender com propósito ou já esteja neste caminho e deseje dicas de como tornar seu negócio ainda mais eficaz, deixamos o convite para conhecer o Mini Curso Gratuito do Programa Insight: http://programainsight.com

As informações deste artigo são baseadas em publicações do “Greater Good Science Center” da Universidade da Califórnia.

Gabi é co-criadora do Programa Insight (http://programainsight.come do Curso Integral Way, Gabi é Master Coach Integral, especialista em propósito de vida e na utilização da abordagem integral como alavanca de mudanças sustentáveis em pessoas e organizações. Fundadora do The Sun Jar, atua como coach, palestrante e consultora integral apoiando pessoas e organizações no alcance de uma vida mais plena e com sentido. Gabi também é colaboradora do Nowmastê. Para mais informações acesse: www.thesunjar.com

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?