5 dicas fáceis para melhorar suas posturas no Yoga

Via Spoiled Yogi*

Foto de AndiP

Todos os corpos e desafios são diferentes no Yoga, ou melhor, nas posturas de Yoga. Praticando eu percebi que tem cinco pequenos ajuste que, quando eu faço, melhoram a minha pose e o meu alinhamento em praticamente todas as posturas. Compartilho aqui na esperança de que eles te ajudem também:

Encontre a sua raiz

Nas posturas em pé isso significa agarrar o chão com os pés (pressionando-os contra o chão em toda a sua extensão) para criar estabilidade. Nas posturas sentadas, são os ísquios que fazem isso. No “cachorro olhando para baixo”, as mãos e pés é que são as raizes. Uma base forte quase sempre faz com que a postura fique mais forte e segura.

Alongue a coluna

Essa é instrução mais repetida nas minhas aulas e com boa razão. Quando eu consigo atingir todo o alongamento possível na minha coluna, as posturas ficaram mais leves, suaves e, também, mais seguras.

Encaixe as costelas flutuantes e alongue o cóccix (sem colocá-lo para dentro)

Tenho a tendência de arrebitar o bumbum e colocar as costelas flutuantes para frente, criando um enorme arco na minha lombar. E este não é aquele tipo de retroflexão que vai me ajudar a ganhar força ou estabilidade. Não, ele inclusive me deixa dolorida. Por isso sempre presto atenção para ver se o meu cóccix está alongado (ou seja, meu bumbum não está saltado pra trás) e se minhas costelas estão encaixadas.

Contraia os músculos das coxas

Minhas pernas tendem a hiperestender. Isso quer dizer que as minhas juntas são mais flexíveis na região do joelho. Quando carrego peso sobre as pernas, nas posturas em pé como no Trikonasana (Postura do Triângulo), tenho que ter o cuidado de não deixar os joelhos em uma posição que os comprometa. Por isso sempre tenho certeza de estar contraindo os músculos coxa. Eles são a garantia de que os joelhos estão protegidos.

Relaxe

Não importa em qual postura eu estava, sempre tento encontrar meu limite. Daí respiro fundo e volto um pouquinho. Desse jeito sei que estou trabalhando, mas sem sofrimento. Assim também consigo segurar as posturas por mais tempo e, com certeza, tenho menos chance de me machucar.

*este texto foi traduzido do blog “Spoiled Yoga”, original aqui.

Deixe uma resposta

Por uma vida mais consciente

Você quer receber as novidades e promoções do Nowmastê no seu e-mail?